Com o Morumbi lotado, Tricolor reage no final e fica no empate com a Chapecoense!

Na manhã deste domingo (31), 54.996 são paulinos pularam da cama para ir ao Morumbi ver o tricolor disputar o 17º jogo do Brasileirão, às 11hrs da manhã (Horário de Brasília). O adversário da vez foi a Chapecoense, mas infelizmente o time de Patón só conseguiu um empate e acabou perdendo uma posição na tabela. 

FOTO: Bruno Ulivieri / Estadão Conteúdo 

A Chapecoense precisou apenas de 5 minutos de jogo para abrir o placar no Cícero Pompeu de Toledo. Martinuccio arrumou espaço dentro da área, cruzou e Kempes subiu de cabeça: 1x0.O Tricolor até tentou uma reação, Centurión aproveitou uma falha da zaga da Chape, invadiu a área e bateu cruzado, mas o goleiro Danilo apareceu para fazer a defesa. E aos 11’ de jogo o time de Chapecó mais uma vez balançou a rede. De cabeça, Thiago subiu mais que todo mundo na cobrança de falta de Cleber Santana e ampliou o placar para 2x0. 

Apesar da desvantagem no placar o São Paulo era superior em campo, porém não finalizava bem. Já o time Catarinense só chegou duas vezes com perigo, mas foi mais efetivo e conseguiu marcar nas duas. 

Patón tratou de mexer no time no intervalo e promoveu a estreia do seu compatriota Chávez no lugar de Thiago Mendes e aos 15’ tirou Carlinhos, que não fazia um bom jogo, e colocou Luiz Araújo, o jovem foi ovacionado por parte da torcida. 

À entrada de Luiz fez com que os donos da casa ficassem com 4 jogadores ofensivos em campo. E logo na sequência Centurión, que já está praticamente acertado com o Boca Jr. e fez uma excelente partida, rolou para Cueva, que se livrou com agilidade da marcação e bateu rasteiro diminuindo o placar: 1x2. 

O São Paulo tinha tempo suficiente para virar o jogo, mas o ataque não conseguia aproveitar as inúmeros chances que tinha, foi quando, aos 39’, Bruno levantou a bola na área e Josimar acabou tocando nela com a mão e então mais um vez o Peruano Cueva apareceu e marcou o gol do empate de pênalti. 

No final da partida o goleiro Denis ainda fez duas defesas espetaculares que garantiram o empate. O Tricolor permaneceu o tempo todo com a bola e foi muito mais ofensivo, mas ainda assim não conseguiu sair vitorioso. Confira os números totais do jogo segundo o globoesporte.com:

Posse de bola: São Paulo 64% x 36% Chapecoense 

Finalizações: São Paulo 20 x 7 Chapecoense 

Chances reais de gol: São Paulo 13 x 5 Chapecoense 

Bolas levantadas na área: São Paulo 37 x 5 Chapecoense

Escanteios a favor: São Paulo 13 x 1 Chapecoense

O resultado não foi o esperado. Em pleno Morumbi e com a casa cheia, o tricolor tinha obrigação de vencer, uma vez que time que almeja ser campeão Brasileiro precisa vencer em casa. Mas é preciso destacar que os jogadores foram em busca do resultado mesmo depois de tomar dois gols logo no início da partida. 

Agora o São Paulo, que caiu uma posição na tabela e é o 10º colocado com 23 pontos, enfrenta o Atlético-MG no Morumbi, às 19h30 (Horário de Brasília), na quinta-feira (4). A Chapecoense, com o mesmo número de pontos do tricolor, é 11º e também joga no dia 4, mas às 21h45 (Horário de Brasília) contra o Palmeiras em Chapecó. 

RECORDE DE PÚBLICO! 

O tricolor reencontrou o Morumbi após a eliminação na semifinal Copa Libertadores da América e a torcida lotou o estádio, o que garantiu o recorde de público nesta edição de Brasileirão.

FOTO: Gazeta esportiva

O clube baixou o preço de alguns setores e conseguiu uma renda de R$ 1.290.275,00. O que é extremamente positivo, afinal é muito melhor um ingresso com preço acessível e o estádio lotado, do que cobrar absurdos e ver as arquibancadas vazias. Sem contar que o Morumbi é um estádio quitado, logo o São Paulo pode colocar o preço que quiser nos ingressos e recordes como esse tendem a continuar a acontecer já que o Morumbi é GIGANTE! 

FICHA TÉCNICA: 

SÃO PAULO 2 X 2 CHAPECOENSE 

Data/hora: 
31/7/2026 - 11h 
Local: Morumbi, em São Paulo (SP) 
Árbitro: Wagner Nascimento Magalhães (RJ) 
Assistentes: Rodrigo Correa e Luiz Regazone (ambos do RJ) 
Renda e público: 54.996 presentes / R$ 1.290.275,00 
Cartões amarelos: Bruno, Cueva, Chavez e Hudson (SAO); Josimar (CHA) 
Gols: Kempes, 5'/1T (0-1); Willian Thiego, 10'/1T (0-2); Cueva, 16'/2T (1-2); Cueva, 40'/2T (2-2) 

SÃO PAULO: Denis, Bruno, Lugano, Maicon e Carlinhos (Luiz Araújo, 15'/2T); Hudson, Thiago Mendes (Chavez, intervalo), Kelvin (Pedro, 34'/2T), Cueva e Michel Bastos; Centurión. Técnico:Edgardo Bauza. 

CHAPECOENSE: Danilo, Gimenez (Matheus Biteco, 21'/2T), Willian Thiego, Felipe Machado e Dener; Josimar, Cleber Santana, Gil e Martinuccio (Thiaguinho, intervalo); Hyoran e Kempes (Bruno Rangel, 28'/2T). Técnico: Caio Júnior.

Por Jéssica Nogueira Gonçalves

Curta Blog Mulheres em Campo