Com os titulares poupados, o Palmeiras fará o seu primeiro jogo do Paulistão em casa contra o time de Lins.

O retorno do Palmeiras ao campeonato mais competitivo da américa latina, tem criado grande expectativa e demandado atenção especial na preparação do time.

E se para alguns, priorizar um campeonato, em detrimento de outro, é ruim, não tem como negar, que a Libertadores por sua importância mundial e por apresentar características muito específicas no esquema de jogo, precisa ser a prioridade máxima do clube.

Pensando nisso, o técnico Marcelo Oliveira poupou os titulares para a estréia de Terça-feira e escalou o time reserva para o confronto contra o Linense, na tarde desse sábado, no Allianz Parque.

O time que deverá entrar com Fernando Prass, João Pedro, Roger Carvalho, Thiago Martins e Egídio; Thiago Santos e Moisés; Rafael Marques, Régis, Erik e Alecsandro, tem a missão de apresentar bom futebol e vencer, afinal jogar para uma torcida que promete lotar a casa com muita animação, merece três pontos. Mais de 17 mil ingressos foram sido vendidos antecipadamente.

A grande aposta de hoje é a entrada de Moisés, o jogador que já tinha agradado técnico e torcida nos amistosos do Uruguai, aguardava a regularização de sua situação no estadual. Podendo ser bem aproveitado tanto como volante, quanto meia, ele pode ser uma carta na manga para o treinador.

Historicamente o Palmeiras é superior ao adversário, foram três vitórias, dois empates e apenas uma derrota. "O primeiro encontro aconteceu em 1949, em Lins, e terminou com vitória palestrina por 6 a 0 – foi a maior goleada da história do confronto" diz Felipe Krüger, departamento de comunicação do Sociedade Esportiva Palmeiras.

Com o peso dessa história e da camisa, o Palmeiras vai pisar em campo, embalado pela força da sua torcida e pela energia eletrizante que só existe lá, na Arena Palestra, na Nostra Casa!

 

Alê Moitas