Com que idade se ama o Galo?

É sempre muito fácil saber onde me encontrar em dias de jogo do Galo: se ele joga, eu estou lá. Em um dia como esses, eu me direcionava para deixar as dependências do estádio após mais uma vitória atleticana quando vi o que considerei, do mais profundo da alma, uma vitória particular, a qual gostaria de poder compartilhar quando o meu momento chegar.

Todo mundo ouve dizer por aí que nós atleticanos já nascemos assim, alvinegros de corpo e alma, mas e quando os anos vão se passando? Imagino que o sentimento só se intensifica. A medida que se tem a honra de presenciar cada vez mais momentos históricos do Galo, aquela paixão de infância torna-se mais intrínseca em cada atleticano. Isso é viver o Galo.

Uma das maiores verdades impossíveis no nosso mundo preto e branco, diz aquilo que milhões de apaixonados gostariam de tornar realidade: “Quem me dera ser imortal para viver a glória eterna do meu Galo!”. Mas a verdade é que nós passaremos. Os jogadores passarão. Os jogos, os campeonatos, as frustrações e as vitórias também passarão. O que fica é o Galo, porque o nosso time, sim, é imortal!

Então o que nos resta é reclamar menos e aproveitar mais. Quando pensar em deixar o Galo em segundo plano, lembre-se que cada pedaço da história dele se dará uma única vez e você tem a oportunidade de fazer parte de tudo isso. É uma questão de escolha e eu decidi me fazer presente sempre que possível, deixando bem explícito para céus e terra o tamanho do meu amor pelo Clube Atlético Mineiro.

Foi por isso que quando avistei aquela cena bem na minha frente, internalizei da melhor maneira que pude o desejo em me tornar como eles. E é com imensa admiração que todas as vezes olho essa foto e me imagino bem velhinha fazendo sempre da casa do Galo, a minha casa. Sem desculpas, sem empecilhos, somente a simplicidade de ser feliz no meu lugar preferido no mundo!

Saída do jogo Atlético X Atlético-PR na arena Independência

FOTO: autoria própria*

Esses são eles. Não os conheço, não sei seus nomes e muito menos a história de suas vidas. Sei que naquele momento, crianças, jovens e idosos como eles compartilhavam de um mesmo sentimento. É isso que o amor pelo Galo provoca, faz com que todos nós estejamos em uma mesma sintonia e diante de um mesmo objetivo: FAZER DO GALO IMORTAL EM NOSSOS CORAÇÕES.

 

Por Júlia Campos – Por você e com você até o final, Galo!

*Se você conhece o casal da foto, entre em contato conosco! Seria uma honra conhecê-los.