Com vaias e gritos de "vergonha" Juventude perde mais uma em casa…

 

 

(Foto: Quentes da Jaconera)

 

No último sábado (18), o Juventude enfrentou a equipe da Portuguesa pela 5ª rodada do Campeonato Brasileiro Série C. E mais uma vez a equipe alviverde terminou derrotada dentro de sua própria casa, com o jogo praticamente decidido no primeiro tempo, Fahel marcou o único gol do Juventude no segundo tempo, Marcelo e Bruno Oliveira marcaram para a Portuguesa.

O jogo

Vindo de duas derrotas, uma fora e outra em casa, o que o torcedor alviverde viu no primeiro tempo de jogo na noite deste sábado, foi um time completamente perdido, que mal conseguia chegar ao ataque e quando chegava, não conseguia finalizar. O primero gol da equipe adversária veio aos 10 minutos de jogo com Marcelo, de cabeça, após cobrança de escanteio. O Juventude tentou algumas vezes buscar o gol de empate, mas continuava perdido. As poucas chances ou eram finalizadas para fora, ou o goleiro adversário defendia com facilidade. Aos 38 minutos veio o segundo gol da Portuguesa, novamente em cobrança de escanteio, desta vez foi Bruno Oliveira quem finalizou, distanciando um pouco mais a chance de uma vitória alviverde. Um primeiro tempo vergonhoso terminado com vaias da torcida, que viu um time sem vontade, completamente diferente daquele que chegou até uma final do Gauchão, aquele que teve uma bela campanha neste mesmo ano.

No segundo tempo o Juventude entrou com mais vontade, e aos 7 minutos, em cobrança de falta de Wallacer, Fahel marcou de cabeça para descontar para o Juventude. A pressão adversária continuava enorme, e o time alviverde fazia o que podia para não levar o terceiro gol. Conseguindo chegar um pouco mais na área adversária agora no segundo tempo, o Juventude quase marcou o gol de empate, aos 30 minutos, com cruzamento de Vidal, a zaga desviou e o goleiro Douglas teve que se esticar todo para mandar para escanteio.

O time mais se defendeu do que tentou jogar, pouco conseguiram criar espaço, e mais uma vez Antônio Carlos Zago mostrou sua tamanha teimosia, vendo que o time estava perdendo já no primeiro tempo, nem sequer vimos os reservas aquecendo, enquanto a Portuguesa que vencia o jogo já se preparava para mudar, ele insistiu em deixar como estava até o fim do primeiro tempo. A torcida pedia por Mailson, e para contrariar Zago colocou Sassá, e somente aos 37 minutos colocou Mailson. O Juventude até tentou pressionar mais um pouco, e com os acréscimos a torcida pode ter um pouco de esperança de um gol de empate, que não chegou... E mais uma vez o Juventude perdeu dentro de sua própria casa, terceira derrota consecutiva na Série C, segunda em casa, e agora ocupa a 8ª posição na tabela, com apenas 4 pontos.

Observação: Estreamos fora de casa por conta do gramado que estava sendo trocado, o nosso gramado que era um dos melhores do Brasil, e qual seria a explicação para o que vimos neste sábado, um gramado todo detonado, com apenas UM jogo em casa? Amadorismo da direção do clube, ou temos outro nome para isso?

 

Escalação

 

Juventude:

Elias , Vidal, Anderson Marques, Heverton (Mailson), Pará, Fahel, Lucas, Bruno Ribeiro (Hugo), Wallacer, Felipe Lima (Sassá), Roberson. Técnico: Antônio Carlos Zago

Portuguesa:

Douglas, Cesinha, Marcelo, Mateus, Bruno Oliveira (Rodrigo), Ronaldo, Felipe Alves, Vinícius, Leonardo (Bruno Xavier), Diego Gonçalves, Bruno Mineiro (Caio César). Técnico: Jorginho

Arbitragem

Árbitro: Ronan Marques da Rosa

Auxiliares: Alex dos Santos e Eder Alexandre


 

por Fernanda Andreazza