Como se fosse uma final!

 

 

Provavelmente o título deste texto resume o sentimento de uma significativa parte da torcida e também dos representantes suíços na Copa do Mundo em relação ao primeiro jogo de sua seleção no torneio. Em sua estreia, a Suíça tem o desafio de enfrentar o pentacampeão Brasil.

 

 

Foto: Reuters / globoesporte.com

 


 

Diante desse confronto, os suíços reforçam que toda a concentração possível será fundamental para tentar ter um desempenho satisfatório diante dos brasileiros, visto que é um adversário que possui em seu elenco peças diferenciadas, vive um bom momento pré-copa e também tem o desafio próprio de tentar “apagar” um certo resultado histórico do mundial passado...

Como já se sabe, a Suíça tem como seu grande ponto forte uma estrutura defensiva que já fez história em Copas do Mundo, e será justamente nesse quesito que os europeus investirão suas fichas. Mesmo com alguns de seus atletas afirmando que a equipe atual já enfrentou dificuldades nas quais mostrou-se capaz de ter um bom desempenho, a ideia é de se proteger e tentar aproveitar ao máximo qualquer opção de contra golpe que possa surgir diante da seleção canarinho.

A arbitragem dessa estreia ficará por conta de um mexicano de 35 anos. Cesar Ramos, o juiz que apitou a final do último Mundial de Clubes, será o responsável por mediar a partida.

Além da preparação como um ingrediente importante para a estreia deste ano, os suíços se apegam a um fato histórico recente para ter uma dose a mais de confiança: em 2010, a seleção suíça venceu na estreia a Espanha, uma das favoritas daquele ano que viria, de fato, a ser campeã.

A partida mais esperada para os torcedores suíços no ano acontece neste domingo, 17/06, às 15 horas (horário de Brasília) na Arena Rostov. Sem desfalques, o técnico Vladimir Petkovic conseguirá colocar em campo os jogadores preparados de acordo com aquilo que foi estudado para enfrentar os brasileiros.

O desafio é grande, mas os suíços estão organizados para encarar este que é o primeiro jogo, mas que já tem um gostinho de final de Copa do Mundo para eles.

 

 

Cintia Menzomo