Competência e Sorte

Ah, o futebol... Um esporte que pode nos levar do céu ao inferno em 90 minutos, que nos dá esperança mesmo quando nada parece conspirar ao nosso favor, onde erros podem ser fatais e mudar totalmente a história de uma partida, é onde sorte e competência andam lado a lado.

(Divulgação/Santos FC)

No último domingo, Santos e Palmeiras protagonizaram uma das semifinais mais emocionantes do final de semana, principalmente por conta da rivalidade que tomou uma proporção enorme no último ano quando as duas equipes disputaram duas finais de campeonatos. Desta vez não valia título, mas valia vaga para a final do Paulistão.

A equipe santista engasgada ainda com a perda do título da Copa do Brasil em dezembro, se sobressaiu durante toda a partida, com seu toque de bola envolvente não deu espaços para o time adversário que para conseguir dificultar o jogo da equipe santista, cometia muitas faltas!

Para alegria da nação santista que lotou a Vila Belmiro no primeiro clássico com torcida única, Gabriel abriu o placar aos 39 minutos do primeiro tempo após uma bela assistência de Lucas Lima.

No segundo tempo, Santos continuou dominando a partida e aos 28 minutos, após um passe de Zeca que deu um drible no jogador do Palmeiras na área, Gabriel marcou de novo, calando a boca de muitos que nos últimos jogos estavam criticando o atleta.

Com o placar de 2x0, aos 40 minutos do segundo tempo, a classificação encaminhada, a torcida gritando "ELIMINADO!" e comemorando... Parecia que já estava tudo resolvido, afinal, faltava pouco para acabar a partida, o que poderia dar errado então?

Como eu disse no começo do texto, "o futebol é capaz de nos levar do céu ao inferno em 90 minutos" e foi exatamente isso que aconteceu aos 42 e aos 43 minutos do segundo tempo. Em falhas do time alvinegro, a equipe alviverde chegou ao empate, calando toda a Vila Belmiro.

Tenho certeza que você torcedor santista, ficou tão indignado e inconformado com aquele empate como eu, tínhamos a classificação em mãos e em 2 minutos tudo parecia ir por água a baixo. Teríamos mais uma disputa de pênaltis... E como você sabe, torcedor, a última vez que isso aconteceu em dezembro não teve um final tão feliz para nós.

"Pênaltis é loteria, ganha quem tem sorte!" ou então "ganha quem tiver mais preparado", independente de sorte ou competência nas cobranças e nas defesas, nessas horas vale até apelar pra Deus! Afinal, vai que ele dê uma forcinha? Não custa tentar!

(Foto: GazetaPress)

Domingo, éramos todos Vanderlei, enquanto estávamos na Vila, em casa, no bar ou seja lá onde o torcedor estivesse assistindo, nossos pensamentos positivos estavam lá com ele e com todos os nossos batedores alvinegros que juntos levaram o Santos para a oitava final seguida! Um feito que só havia sido alcançado na época de Pelé! Mais uma vez, nossos meninos fazem história!

Nossa vaga para a final foi conquistada com um sufoco que não era necessário passarmos, estes pequenos erros poderiam ter sido fatais e devem ser corrigidos, afinal, time que briga para ser campeão não deve ter um descuido como o que a equipe santista teve no final da partida, ainda mais levando em conta que seu adversário na final tem um estilo de jogo muito parecido com o que a equipe joga e todo cuidado é pouco.

Agora, o próximo duelo durará 180 minutos! Os próximos dois domingos serão decisivos, com seu final marcado para 08 de maio, na Vila Belmiro, onde estamos invictos pelo Paulistão há 5 anos!

Será que por mais um ano consecutivo a taça irá ser levantada pelo time alvinegro? Que os deuses do futebol estejam conosco!

VAMOS LUTAR POR MAIS ESSA TAÇA!

VAI PRA CIMA DELES, SANTOS!

Carolina Ribeiro