Confusões a parte, seguimos no G4.

Na última segunda-feira, o Juventude viajou até Campinas para enfrentar a equipe do Guarani, líder do grupo B da competição, no Estádio Brinco de Ouro, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro Série C.

(Foto: Quentes da Jaconera)

Um jogo de muita polêmica, com 2 expulsões para cada lado, o verdão conseguiu buscar um ponto importantíssimo diante do líder, após empate em 1 x 1.

O Juventude segue a sete jogos sem perder, e nesta segunda conseguiu um resultado muito importante para o clube, apesar das polêmicas dentro de campo o empate veio com gostinho de vitória para a equipe alviverde, o Verdão se mantém no G4 da competição com 19 pontos.

O jogo

Jogando fora de casa e contra o líder do grupo B, o Juventude sabia que não teria um jogo fácil pela frente, no primeiro tempo a pressão foi da equipe mandante, que em duas boas chances quase abriu o placar, e para alegria Jaconera pararam em Elias, que fez duas ótimas defesas.

Após 15 minutos de jogo em que só se viu pressão do adversário, o Juventude tentou segurar mais a bola e criar alguma jogada, mas teve dificuldade para chegar ao ataque. Fumagalli, que já havia tentado deixar sua marca na partida, chegou com perigo mais uma vez, aos 30 minutos cobrou falta pelo lado esquerdo, tentando afastar a bola Ruan acabou desviando para trás e marcando contra, deixando o Guarani à frente no placar.

No segundo tempo o Juventude voltou melhor em campo, tentando segurar mais a bola, criando mais chances, e quase chegou ao empate com Hugo, que no segundo tempo substituiu Carlinhos. Hugo recebeu o cruzamento pelo lado direito e chutou de primeira, mas no travessão.

Ainda tentando buscar o gol, o Juventude teve uma nova chance, aos 22 minutos, Anderson Marques fez um lançamento preciso para Roberson, que surgiu entre os marcadores e cabeceou para fora.

Aos 30 da etapa final o Verdão conseguiu empatar a partida, Caprini recebeu na entrada da área e tocou para Roberson, que com muita categoria ganhou dos marcadores, adiantou a bola e na tentativa de defesa, o goleiro saiu e Roberson deu uma cavadinha por cima dele empatando a partida.

Aos 32 minutos de jogo o Juventude quase conseguiu a virada, novamente com Roberson, que recebeu na intermediária, avançou e chutou colocado, no travessão.

Logo após os jogadores do Guarani começaram uma confusão, alegando que o Juventude precisava se desfazer da bola para um atendimento, com a arbitragem confusa, e em meio ao empurra - empurra, quatro cartões vermelhos, para Leandro Amaro e Edinho, do Guarani, e Neguete e Ruan, do Juventude.

Após a confusão, houve alteração em uma das expulsões aplicadas pelo árbitro Graziani Rocha, Ruan permaneceu e Roberson deixou o gramado, sem que ninguém entendesse a situação. Com apenas nove atletas de cada lado e dez minutos de acréscimo, o restante da partida foi neutro, e o placar não foi modificado.

Um ponto que para o Juventude foi muito importante, após um jogo bem complicado.

A próxima batalha do Juventude é contra a equipe do Boa Esporte, no próximo domingo (14), ás 11:00 horas, no Estádio Alfredo Jaconi.

Escalação do Juventude

Elias; Neguete, Anderson Marques, Ruan e Pará; Carlinhos (Hugo), Vacaria, Wanderson, Wallacer (Sananduva) e Ernani (Caprini); Roberson.

Técnico: Antônio Carlos Zago

Por: Fernanda Andreazza