CONTRA O GRÊMIO, PALMEIRAS SAI NA FRENTE, MAS NÃO SEGURA A VITÓRIA

O Palmeiras sai na frente com gol de Raphael Veiga, mas toma gol no final do segundo tempo e deixa a vitória escapar

 

 

Raphael Veiga durante a partida contra a equipe do Grêmio, no Allianz Parque. (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

 

Na noite desta sexta-feira (15), Palmeiras e Grêmio se enfrentaram, no Allianz Parque, em partida válida pela 30ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Alviverde começou a partida melhor e saiu na frente, mas levou gol no final e não conseguiu segurar os três pontos.

Com a vitória parcial, até os 42 minutos do segundo tempo, o Palmeiras estava somando 50 pontos e alcançando o terceiro lugar na tabela. Finalizada a partida, apenas com o empate, o Verdão fica com 48 pontos, ainda na sexta colocação.

 

O jogo

Na primeira etapa, apresentando-se de forma muito distinta da última partida, o Palmeiras buscou o ataque desde o apito inicial. Com apenas quarenta segundos no relógio, Rony chegou com perigo, mas Vanderlei levou a melhor, fazendo a defesa.

Ofensivamente, a equipe de Abel Ferreira parecia bem organizada e aos poucos foi tomando conta do jogo, criando diversas oportunidades de abrir o placar. Aos 11 minutos, em jogada construída pela direita, o alviverde chegou com Marcos Rocha, que chutou cruzado, mas novamente parou no arqueiro gremista.

Rony, que tinha tudo para ser protagonista desse primeiro tempo, perdeu duas ótimas chances. Em um primeiro lance, o atacante dominou e finalizou, porém, Vanderlei se sobressaiu e fez a defesa. Minutos depois, o camisa 11, de novo, recebeu sozinho de Breno Lopes, pela direita, e desperdiçou a chance de abrir o placar, após a bola explodir no travessão. 

Aos 24 minutos, Willian recebeu no alto e finalizou direto, mas a bola bateu na trave, que parecia estar a favor do Grêmio, e não entrou. Recuperando uma bola perdida no meio de campo, Raphael Veiga dominou e finalizou de longe, levando perigo ao gol adversário.

Mais um lance para comprovar hoje a sorte não estava tanto com o Palmeiras, foi a de Breno Lopes, que chegou sozinho, finalizando, mas novamente a bola parou na trave.

Após desperdiçar diversas chances claras, o Palmeiras finalmente abriu o marcador com Raphael Veiga. Willian disputou a bola no fundo e tocou para Viña, que ajeitou para Rony, o camisa 11 furou e deixou passar para o camisa 23, que finalizou para balançar a rede. Ainda nesse primeiro tempo, Veiga teve mais uma oportunidade, ao receber na área e finalizar, mas não ampliou o placar.

 

 

Raphael Veiga comemora seu gol, o único do Palmeiras na partida contra o Grêmio. (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

 

Sem mudanças para o segundo tempo, o Palmeiras voltou mais “calmo” e não chegou com perigo até quase  a metade da etapa final, quando Willian mandou um voleio, que foi defendido por Vanderlei. Em lance seguinte, o Bigode, novamente, chutou uma bomba para o gol adversário, mas sem alterar o marcador.

No decorrer do jogo, o Palmeiras ia vendo o adversário crescer na partida, chegando com perigo e dando mais trabalho na marcação, mas encontrava maiores dificuldades de formar jogadas e chegar ofensivamente.

Em um lance antes de levar o empate, Weverton, que vem de grandes atuações, já havia salvado o Palmeiras da igualdade, defendendo um chute de Diego Souza. Em lance seguido, o camisa 29 gremista apareceu na área e subiu mais que os zagueiros e empatou a partida, fazendo valer a (infeliz) lei do ex. Nos acréscimos, em cobrança de falta também dele, o goleiro palmeirense fez mais uma bela defesa, evitando a virada.

 

 

Weverton, goleiro alviverde, fez boas defesas no duelo contra o Grêmio, no Allianz Parque. (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

 

O Palmeiras entrou com um time praticamente titular, com exceção de alguns desfalques por lesão, que ocasionalmente podem entrar nos jogos decisivos pela frente, mas não soube aproveitar as boas chances e jogou fora a oportunidade de garantir os três pontos em casa e entrar no tão sonhado G4.

Não há tantos motivos para desespero e nem para críticas ferrenhas, mas um time que está competindo duas finais contra equipes qualificadas, não pode desperdiçar tantas chances como ocorreu hoje e muito menos vacilar nos minutos finais.

Pela frente, na maratona que vive esse mês de janeiro, o Palmeiras tem um clássico contra o Corinthians. O Dérbi acontece nesta segunda-feira (18), às 19h, no Allianz Parque, e é válido pela 28ª rodada do Brasileirão. 

 

Por Victória Amorim

 

*Esclarecemos que os textos trazidos nesta coluna não refletem, necessariamente, a opinião do Portal Mulheres em Campo.