Contra tudo e todos. Isso aqui é Flamengo!

Em partida válida pelo Carioca, o Flamengo enfrentou e venceu por 2x0 o Macaé, na noite dessa quarta-feira (03), conquistando assim sua primeira vitória no campeonato e desconstruindo um pouco da impressão estranha sobre o time, que ficou no ar após o primeiro jogo ( Flamengo 1x1 Boa Vista).

Todo o primeiro tempo foi dominado pelo rubro-negro, tanto em posse de bola como em chances de gol. Emerson Sheik tentou, Guerrero tentou (e como tentou!), Alan Patrick tentou... Até que Wallace abriu o marcador para o Flamengo. Isso mesmo Wallace, o zagueiro que tanto vem sendo criticado ultimamente, aquele jogador que jogou a faixa de capitão do time que defende no chão, aquele jogador que ouviu vaias após o gol. 
 
Wallace durante sua primeira coletiva de 2016: 04/02/2016
"- É normal. Muito tranquilo em relação a isso. Não teve incômodo. Não foi a primeira, deve ter sido a 15ª, 16ª vez."
 
A comemoração do time por sua vez, foi uma verdadeira demonstração de união. O grupo envolveu Wallace em um abraço caloroso, afirmando apoio ao zagueiro durante a má fase.
Imagem: falandodeflamengo.com.br
 
Naquele momento do gol, eu só conseguia pensar naquelas frases virais das redes sociais tipo: "Pára o mundo que eu quero descer" ou "expliquem essa ateus". Eu sempre fui fã do Wallace, e pra mim, era titular absolutíssimo do Flamengo. Mas confesso que fiquei com o pé atrás desde o episódio da faixa de capitão acima citado. Espero, de todo coração, que esse gol aos 44 minutos do primeiro tempo seja uma mensagem de São Judas Tadeu dizendo que esse ano o hepta vem.
 
Voltando ao jogo... O segundo tempo começou, e o Flamengo continuou com a mesma escalação. Depois de desperdiçar algumas chances de gritar gol, ora por falta de mira nas finalizações, ora por boas defesas do goleiro adversário, Marcelo Cirino avançou mais que os defensores do Macaé e cabeceou firme. Flamengo 2x0 Macaé.
Imagem: atribunamt.com.br
 
Com avantagem no placar, os rubro-negros administraram o jogo até o apito final. Pelo menos no que diz respeito a posse de bola e domínio de jogo, o Flamengo cumpriu à risca o plano estabelecido por Muricy Ramalho.
 
Renda: R$ 150.870,00
Público: 3.926 pagantes
Cartões amarelos: Thiago Cardoso e Bruno Luiz (Macaé); Wallace (Flamengo)
 
Nada do Flamengo, tudo pelo Flamengo.
 
 
Bárbara Lima