COPA DO BRASIL: ESQUECEU O FUTEBOL NA MALA, COELHO?

América-MG e Ferroviária-SP empatam e levam a decisão para Belo Horizonte


Foto: Estevão Germano / América


Na primeira partida válida pela terceira fase da Copa do Brasil, o Coelho viajou para a cidade de Araraquara, em São Paulo, para enfrentar a Ferroviária, no estádio Fonte Luminosa, mas o futebol parece ter ficado no caminho até a cidade paulista. Apesar de ser uma partida difícil, o Coelho teve um dia bastante ruim em campo e o empate em 0x0 foi até de bom tamanho. Os times se enfrentam novamente no próximo dia 19, às 19h15, na Arena Independência, e decidem a vaga para a próxima fase e a bela recompensa de dois milhões de reais.

O Coelhão entrou em campo com o goleiro Airton, Sávio, Lucas Kal, Bauermann e Diego Ferreira, Zé Ricardo, Juninho, Alê e Ademir, Felipe Augusto e Rodolfo. 

LEI DO EX? HOJE NÃO!

Na partida, a única lei infalível no Brasil poderia aparecer para ambos os lados. Do lado do Coelho, Sávio, que ainda tem seus direitos vinculados ao clube paulista, deu uma declaração polêmica sobre o ex-clube, afirmando que “faria de tudo para eliminar a Ferroviária”. Já do lado do clube afeano, Tony Talibã é velho conhecido da torcida americana (e não deixou saudade nenhuma em sua passagem pelo Coelho). 

SOBRE A PARTIDA

No primeiro tempo as equipes começaram o jogo meio tímidas, criando algumas oportunidades mas nada que levasse perigo. O time da casa tomou mais a iniciativa e acertou a trave aos 21 minutos, com Claudinho. Aos 28, o camisa nove da Ferroviária, Henan, perdeu um gol na cara de Airton, após cruzamento de Lucas. O Coelho não conseguia sair da marcação do adversário, jogando de forma burocrática e lenta. Com isso, quase não teve oportunidades claras. No final da primeira etapa, o Coelho conseguiu criar uma chance com Rodolfo, mas o 0x0 insistia no placar. 

No segundo tempo, as equipes voltaram com as mesmas estratégias. Aos 5 minutos, Hygor recebeu após cobrança de falta e jogou por cima do gol. Aos 12, Claudinho acertou a trave do goleiro Airton em um chute de fora da área. Sofrendo pressão, o técnico Lista trocou Alê por Geovane e Ademir por Léo Passos. O Coelho conseguiu equilibrar as ações no meio campo com as mudanças, mas ainda não se encontrou no jogo. Apenas aos 40 minutos, Rodolfo arrancou em direção ao gol da Ferroviária, mas não conseguiu finalizar. Aos 43, o goleiro Saulo salvou o time da casa no chute de Felipe Augusto. Airton salvou o Coelho mais uma vez aos 45, em ataque de Caio Rangel. No final, o empate saiu barato para o Coelho, que jogou muito abaixo do que poderia. 

PRÓXIMA PARTIDA

O Coelho volta suas atenções para manter a liderança do Campeonato Mineiro e enfrenta a Patrocinense no domingo, às 16h, no estádio Pedro Alves do Nascimento, pela 9ª rodada do estadual. 


Por Rayssa Rocha, colunista do América-MG para o Blog MEC.


*Esclarecemos que os textos trazidos nesta coluna, não refletem, necessariamente, a opinião do Blog Mulheres em Campo.