COPA DO NORDESTE: EM ATUAÇÃO ABAIXO DO ESPERADO, FORTALEZA SE DESPEDE DO NORDESTÃO

 

Em Clássico-Rei realizado em condições inéditas, fora do estado cearense, sem a presença da torcida e valendo classificação para a final do Regional, o Fortaleza enfrentou o Ceará pela semifinal da Copa do Nordeste na noite desta terça-feira (28), no Estádio de Pituaçu, na Bahia.

 

(Foto: Bruno Oliveira / Fortaleza EC)

 

O Tricolor entrou em campo com um time composto por uma formação bem diferente dos jogos anteriores, porém já usada em outras oportunidades, como na partida disputada pela Copa Sul Americana no início do ano.

Iniciando o primeiro tempo com Marlon e Mariano Vázquez como titulares no ataque, o time de Ceni não imprimia uma das suas principais características, a ofensividade com lances de agilidade. Porém, buscava trabalhar o passe, armando as jogadas com saída de bola a partir do goleiro Felipe Alves. 

De fato, durante a primeira etapa não houve chances de gol a favor do Tricolor. Tampouco o adversário assustava. Felipe Alves participava do jogo somente por seu papel de goleiro-líbero. Mas em uma oportunidade oriunda de cobrança de falta, o time alvinegro achou o seu gol.

Com o placar a seu favor, o rival do Leão durante o segundo tempo soube segurar o resultado de 1 x 0, com forte marcação. Mesmo com a entrada de jogadores velocistas como Romarinho e Yuri César, o Fortaleza não conseguia chegar com perigo ao gol. E arrisco em dizer que, se o jogo continuasse por mais um tempo de 45 minutos, esse gol não sairia! 

A verdade é que, desde o jogo das quartas de final, o Fortaleza está com o desempenho abaixo do conhecido e esperado em campo. Arrisco em justificar a derrota desta terça na formação inicial escolhida pelo técnico Ceni, que poderia ter escalado peças como Wellington Paulista e Romarinho para buscar abrir o marcador logo na primeira etapa.

E com já diz o ditado “clássico é decidido nos detalhes”, assim aconteceu na noite desta terça-feira (28). Em um jogo sem grandes emoções, o Tricolor tomou um gol (achado) em bola parada, única chance com real perigo de ambas as equipes, e teve sua busca pelo bicampeonato regional interrompida.

Agora é focar no início do Brasileirão, dia 08 de agosto contra o Athletico Paranaense, e aguardar a final do Campeonato Cearense, ainda sem data definida.

 

Seguimos! #BoraLeão

 

Por Priscila Kesley, colunista do Fortaleza Esporte Clube

 

*Esclarecemos que os textos trazidos nesta coluna não refletem, necessariamente, a opinião do Blog Mulheres em Campo.