CORINTHIANS TENTOU, MAS DEU URUBU

Corinthians não consegue segurar o Flamengo e volta do Rio de Janeiro com a terceira derrota de Osmar Loss sob o comando da equipe

 

Não foi uma tarde feliz para a torcida alvinegra. O Corinthians foi ao Rio de Janeiro enfrentar o Flamengo em um jogo de seis pontos. Se ganhasse, poderia assumir a liderança do Campeonato Brasileiro. Não foi o que aconteceu.

Logo no início, a pressão dos donos da casa foi sentida. O Corinthians foi obrigado a se fechar na defesa diante dos ataques insistentes do Flamengo, que teve controle da posse de bola durante boa parte do primeiro tempo, e deu trabalho para Henrique e Balbuena. A situação do Corinthians foi começar a melhorar, ironicamente, após os 25 minutos, quando Jadson sentiu a coxa e teve que ser substituído por Roger.

Com um atacante de ofício em campo, Rodriguinho pôde recuar e fazer sua função de origem, dando um gás maior para a equipe e trazendo um Corinthians um pouco mais acordado e ofensivo. Com a melhora alvinegra, a partida ficou truncada e ambos os times tentavam atacar, mas não tiveram sucesso nas finalizações.

O segundo tempo iniciou como o primeiro. Corinthians um pouco abaixo, Flamengo com posse de bola superior e dando trabalho. Walter estava inspirado, fez boas defesas e salvou em vários momentos. Mantuan recuperou o fôlego e também fez boa partida.

Mas no futebol, há aquele ditado que diz que “quem não faz, toma” e foi o que aconteceu. O Corinthians teve dificuldade de passar do meio de campo flamenguista e, embora estivesse mais eficiente e estivesse tentando, não conseguia nada concreto. Aos 34 do segundo tempo, Felipe Vizeu abriu o placar em um lance que é preciso deixar registrado total respeito ao goleiro Walter que fez uma brilhante defesa, acertou o canto no rebote, mas acabou levando o gol de forma inevitável.

 

O gol amargo que Walter não merecia tomar.

(Foto: Gazeta Press)

 

Após o gol do Flamengo, o Timão foi para cima, criou algumas boas chances de gol, mas a bola não entrou. A partida terminou com um show à parte do árbitro Anderson Daronco que encerrou o jogo com a bola na área, no meio de um toque que deixaria Roger e o goleiro flamenguista cara a cara, dando a chance para o centroavante empatar a partida. É claro que não veremos a imprensa falar nada a respeito e encerrar jogos com a bola na área, em disputa, vai se tornar algo normal.

A partida terminou em 1x0 para o Flamengo com o Corinthians na sexta posição do Campeonato Brasileiro.

Menção honrosa para a defesa do Corinthians que hoje foi importantíssima para que o placar não fosse maior. Henrique, Balbuena, Mantuan e o brilhante Walter, apesar do resultado, fizeram uma ótima partida e defenderam com garra o escudo do Timão. Pedrinho, nosso menino de ouro, novamente mostrou empenho e talento em campo e hoje teve a oportunidade de jogar ao lado de Matheus Vital, mostrando que raça e vontade não faltam para nossos garotos.

No geral, foi uma boa partida. O Corinthians tentou e o gol tomado, nem de longe, foi por falha de fulano ou de ciclano. Volto a bater na tecla de que o problema do Corinthians é a finalização e a falta de material humano. Os titulares são bons, mas falta banco para suprir os desfalques e as eventuais necessidades em maratonas longas de jogos como essa pré-Copa. Os desfalques fazem falta e a ausência desses jogadores acaba limitando as possibilidades da equipe.

Levanta a cabeça e segue o baile que essa tem clássico! O Corinthians enfrenta o Santos, em Itaquera, na próxima quarta-feira. A expectativa é de casa cheia para apoiar o Coringão.

 

Vai, Corinthians!

Por Victória Monteiro, maloqueira e sofredora, graças a Deus!