CORITIBA ABRE VANTAGEM CONTRA O CSA, MAS VÊ VITÓRIA FUGIR AOS 51 MINUTOS


(Foto: Setor de comunicação do Coritiba)

 

Na noite desta sexta-feira (29) o Coritiba foi até Alagoas enfrentar o time do CSA. Em confronto direto, o Coxa buscava os três pontos pra entrar no G4, mas além disso, buscava tirar o pijama e voltar pra Curitiba com sua primeira vitória fora de casa.

Poderia até ser, o time começou bem, apesar das maiores chances do primeiro tempo serem do CSA (que também tinha a maior posse de bola) foi a estrela de Guilherme Parede que brilhou nesse jogo. Parede abriu o placar e aumentou, tínhamos um 0x2 nas mãos, nos víamos dentro do G4, os mesmos vinte e dois pontos do segundo e terceiro colocado (Avaí e Vila Nova). Mas foi questão de tempo para tomarmos um banho de água fria, um pênalti que deu ao CSA o primeiro gol, e, com uma pequena ajuda de um juiz extremamente exagerado, vimos o Edinho (sim, ele mesmo!) empatar a partida aos 51 minutos. Eram três pontos que estavam em nossas mãos e fugiram assim, como poeira no vento.

Os jogadores ficaram na bronca com o juiz, foi de tamanha pilantragem (pra não dizer outra coisa) dar 6 minutos de acréscimos, foi desnecessário e quem agradeceu foi o CSA, que aproveitou nosso vacilo pra empatar.

Esse é aquele empate difícil de engolir, assim como foi contra o Figueirense. Olhando jogos e a tabela, podemos dizer que temos mais sorte que azar. Estamos na cola do G4, e podemos terminar o turno entre os quatro, não podemos ficar lamentando águas passadas, temos que ajustar os erros, e voltar a vencer, três pontos no próximo jogo será sagrado!

 

O JOGO

O CSA foi o time mais teve chances claras de gol, com 59% de posse de bola. Niltinho assustou o goleiro Wilson e Leandro Silva fez o goleiro alviverde fazer uma defesa à queima roupa. O jogo começou bem, as duas equipes estavam dispostas a ir pro gol. Quando o jogo se encaminhava, o CSA deu uma pressão no Coxa. E, no finzinho da partida, Alisson Farias ganhou uma jogada e mandou uma bomba pro gol, o nosso azar, é que acabou desviando em Pablo Thomaz.

O segundo tempo Eduardo Baptista colocou Chiquinho no lugar do William Matheus. Primeiro minuto de jogo e festa Alviverde. Simião aproveitou um rebote para cruzar rasteiro na área, Guilherme Parede aproveitou e mandou para o gol, 0x1.

O CSA começou a ter mais dificuldades de chegar ao gol. Aos 18 minutos o Coxa aproveitou a oportunidade que teve de aumentar o marcador. A zaga do CSA falhou, após tentar cortar um cruzamento, a bola sobrou pra Guilherme Parede que novamente, balançou as redes.

O CSA que também briga pelo acesso e vem fazendo uma boa campanha na série B, não podia ficar no prejuízo, ainda mais jogando em casa. Eduardo Baptista tinha a vantagem na mão, foi aí que Vinícius Kiss e Alecsandro entraram, saíram: Simião e Alisson Farias.

Wilson aos 36 minutos fez duas defesas espetaculares, a primeira no cabeceio de Xandão e a segunda, no chute de Hugo Cabral. Aos 39 minutos o juiz deu um pênalti, um tanto quanto questionável, após jogada do CSA, Niltinho disputa a bola com Vitor Carvalho, o juiz acaba dando o pênalti e o time da casa diminuiu o placar.

O jogo se encaminhava pro final o juiz deu mais quatro minutos, aos 48 Guilherme Parede mandou a bola pro gol, o goleiro Mota faz a defesa. Foi aí que o juiz resolveu dar mais um minuto. O porquê? Só Deus sabe! O CSA conseguiu um escanteio e acreditem, Edinho empatou a partida. Bastou o gol de empate pro juiz acabar o jogo, ao todo foram seis, S E I S minutos de acréscimos, aquele famoso: “Até empatar”. Apesar de ter jogado bem, não podemos vacilar desse jeito.  Guilherme Parede ficou na bronca com o juiz após o jogo:

“Isso não pode acontecer. Não precisa seis minutos de acréscimo. Agora vamos trabalhar porque na próxima semana tem mais um jogo", disse o atacante do Coxa.

Estamos firmes na luta pelo acesso, agora, temos mais um confronto direto, dessa vez contra o Paysandu dentro de casa. Com a força da torcida vamos em busca da vitória e dos três pontos. Queremos o acesso! E ele virá!

 

NÃO PARE DE LUTAR!

 

Campeonato Brasileiro

Série B - 2018 

13ª rodada


CSA 2 X 2 Coritiba

Local: Rei Pelé - Maceió - AL
Data: 29/06/2018
Horário: 18:00h

Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhaes - RJ 
Assistentes: Carlos Henrique Alves de Lima Filho - RJ e Thiago Gomes Magalhães - RJ
Quarto Árbitro: José Ricardo Vasconcellos Laranjeira - AL


Coritiba: Wilson, Leandro Silva, Thalisson Kelven, Alex Alves, William Matheus (Chiquinho), Vitor Carvalho, Simião (Vinicius Kiss), Uillian Correia , Alisson Farias (Alecsandro), Guilherme Parede e Pablo Thomaz 
Técnico: Eduardo Baptista.


Banco: Rafael Martins, Romércio, Chiquinho, Vinicius Kiss, Jean Carlos, Iago Dias, Alecsandro, Pablo e Bruno Moraes.


CSA: Mota, Celsinho, Leandro Silva, Xandão, Edinho, Rafinha (Taiberson), Niltinho, Ferrugem, Michel Douglas, Walter (Daniel Costa) e Didira (Hugo Cabral) 
Técnico: Marcelo Cabo.


Banco: Lucas Frigeri, Daniel Costa, Hugo Cabral, Roger, Elivelton, Yuri, Dawhan, Echeverria, Juan, Pingo e Taiberson.


Gols:
Guilherme Parede (Coritiba) - aos 1 minuto(s) do 2º Tempo 
Guilherme Parede (Coritiba) - aos 18 minuto(s) do 2º Tempo 
Daniel Costa (CSA) - aos 40 minuto(s) do 2º Tempo 
Edinho (CSA) - aos 50 minuto(s) do 2º Tempo 


Cartões:


Amarelos: Ferrugem (CSA)Simião (Coritiba), Thalisson Kelven (Coritiba), Pablo Thomaz (Coritiba), Uillian Correia (Coritiba), Alecsandro (Coritiba) 
Vermelhos: Não houve


Por Patrícia Moro