Coritiba empata fora de casa, mas volta ao G4

 

Após dois anos, o Coritiba volta a enfrentar o Juventude em uma competição nacional. O último confronto foi marcado pela derrota Coxa Branca, que resultou na eliminação do time Paranaense da Copa do Brasil em 2016. Era de se esperar que o jogo não seria fácil, estamos na 11° rodada e o Coritiba ainda não venceu uma partida fora de casa. No primeiro tempo, sem muitas emoções, o Coritiba não criou muitas oportunidades de finalização, embora tivesse maior posse de bola. Vitor Carvalho recebeu seu terceiro cartão amarelo e não jogará a próxima partida, logo em seguida, o volante precisou ser substituído por sentir dores após uma colisão com o adversário. Eduardo Baptista fez então sua primeira substituição aos 16' do primeiro tempo, entrou o volante Simião, peça importante do empate no Estádio Alfredo Jaconi. A polêmica do primeiro tempo foi um pênalti não marcado para o Juventude, onde Vinicius Kiss colocou a mão na bola dentro da área, mas o árbitro mandou seguir. A partir daí, começa-se a acreditar em sorte para o Coritiba. Aos 33', Yan Sasse soltou uma bomba que passou por cima do gol, sem dúvidas, o único perigo que o Coritiba ofereceu no primeiro tempo, embora o jogo possa ser considerado de igual pra igual. 

 

Logo no início da etapa complementar, aos 6', Guilherme Queiroz do Juventude perdeu a oportunidade de abrir o placar, a bola passou por cima da trave. O goleiro Wilson fez defesas importantes no segundo tempo, e o gol Coxa Branca só veio aos 33', após lançamento de Simião para Guilherme Parede, que estufou a rede com um golaço, trazendo a esperança da primeira vitória fora de casa no campeonato. 


 

 Guilherme Parede Comemorando após fazer o gol

 

(Foto: Transmissão/Globo Esporte RS)

 

Esperança esta que durou 10 minutos, quando Fred empatou para o Juventude em uma cobrança de falta. Por pouco o Coritiba não se arriscou em uma virada de placar, quando novamente o árbitro não considerou um pênalti em que Thalisson Kelven colocou a mão na bola dentro da área. Fim de jogo, tudo igual, 1 x 1 no Alfredo Jaconi e o Coritiba segue em jejum de vitórias longe do Couto Pereira. 


Mesmo com o empate, o Coritiba volta ao G-4, embora precise de uma combinação de resultados até o fim da rodada para permanecer nele, o que deixa o torcedor irritado e impaciente.


Acredito que ainda é cedo demais para qualquer conclusão e é imprescindível o apoio do Torcedor Coxa Branca, até por que já constatamos que quando há o apoio da torcida, os 3 pontos vem, como tem sido no Couto Pereira: de 5 jogos em casa, o Coritiba levou 15 pontos, com 100% de aproveitamento.


O próximo confronto é somente a daqui a 11 dias, no Couto Pereira, contra o Figueirense, no sábado dia 23/06, às 18h00. Inclusive o dia e horário é excelente para o torcedor comparecer ao Estádio e empurrar nosso Verdão. Sabemos que a torcida sempre carregou o time nas costas e nesse ano de Série B não será diferente. Inclusive o Clube tem feito diversas promoções de ingressos para facilitar o acesso do torcedor que quer comparecer ao jogos em casa. 


Até lá, nos resta aguardar com paciência. Estamos ainda no começo do campeonato e não podemos deixar de acreditar na grandeza do nosso Coritiba. Torcedor: compareça ao Couto Pereira e leve sua voz ao Alto da Glória. Coritiba, estamos com você! Sempre com o Coxa, não importa o momento!



Por Thalyta Viega