CPF na nota?

No Morumbi venceu quem de fato é soberano, e adivinha com gol de quem?

 

 

Na vida a gente tem duas certezas: uma que o Morumbi é  o salão de festas do Corinthians, e a outra, de que em clássicos o menino Jô, vai marcar. E neste domingo de Páscoa, não foi diferente.

Sem saber o que é derrota para o rival em mata-mata, desde 2000, o Corinthians entrou em campo pela partida de ida do Paulistão e fez valer o mando de campo...ops, e como visitante, cumpriu seu papel! O placar foi construído na primeira etapa e garante a vantagem do Timão para o jogo da semana que vem na Arena Corinthians.

A postura do time em campo me surpreendeu. Fiel às suas características, o time marcou bem, mas quando tinha a bola nos pés, oprimia a zaga adversária. Aos 20 minutos a insistência deu certo, e o God of Clássicos abriu o placar, após tabelar com Rodriguinho. 4 clássicos em 2017 e 4 gols do menino João!

 

Jô é o artilheiro do Timão no ano, com 6 gols. Foto: Globo Esporte

 

O segundo gol saiu dos pés de Rodriguinho, que tem sido decisivo nos jogos de mata-mata. O meia recebeu passe de Arana, ganhou de Jucilei, deixou o zagueirinho que gosta de voar na saudade e bateu na saída de Renan. 2x0.

 

Rodriguinho comemora seu gol. O meia quase ficou de fora da partida por uma gripe.

Foto: Lance!

 

Com os 2x0, restava ao rival tentar diminuir a diferença, mas foi aí que Cássio cresceu, garantindo o placar. Mais uma vez o salão de festas lotado, era calado pela Fiel. Mais uma vez, restavam as lágrimas as rosas, que protestavam contra o time.

Vale destacar, a atitude louvável do jogador Rodrigo Caio. Diferentemente da corja da Barra Funda, que viu Gabriel ser punido erroneamente e tirou vantagem disso, o volante são-paulino, ao ver Jô ser punido injustamente com o cartão amarelo, após o árbitro assinalar falta inexistente no goleiro Renan Ribeiro, agiu com fair-play e avisou que o atacante não cometeu a infração. O cartão era o terceiro e deixava nosso amuleto de fora da partida de volta. A atitude foi elogiada por todos:

 

“Que legal! Lembro que o Tite nos cobrava muito para não sermos malandros, e num jogo desse tamanho vemos uma atitude muito grande do Rodrigo Caio. Não adianta ser malandro. Sendo malandro você termina ali, não vai longe. Vou dar um abraço nele quando jogarmos em Itaquera na volta” - relatou o técnico. (fonte: uol esportes)

 

Jô também comentou o ocorrido:

 

“Tem que valorizar essa atitude do Rodrigo Caio, teve uma atitude de homem, admitiu que foi ele quem pisou no Renan". (fonte: uol esportes)

 

4º potência? hahahahahhahaha sabe de nada inocente!

 

Sabemos que nada está ganho e que apenas temos uma boa vantagem para decisão em casa, mas saber do poder de nossa zaga e do fator casa, nos deixam com pé na final. O melhor disso tudo é poder calar os milhões de críticos que inferiorizam o Corinthians e o nosso treinador.

Carille tem astúcia e uma paciência que chegam a irritar. Tranquilo, o treinador deixa de mostrar a postura enérgica e vibrante que a Fiel espera, mas devemos nos render ao seu trabalho. Em pouco tempo, voltamos a ter a melhor zaga do país, e temos usado isso como nossa arma. Os placares magros, nossas goleadas por 1x0, tem sustentado a campanha e em três disputas de mata-mata, o time garantiu a vantagem tendo tudo para seguir calando o estado, o Brasil e a América.

 

No Majestoso de páscoa no salão de festas, deu o óbvio, deu Corinthians!


por Mariana Alves, pelo Corinthians, com muito Amor, até o Fim!