CRUZEIRO CRIA OPORTUNIDADES, MAS NÃO APROVEITA


(Foto: Instagram Instagram Mineirão/@_agenciai7)

 

Cruzeiro 1 x 1 Bahia

Empate por 1 A 1 com sabor de derrota ou não? Apesar de pontuar, esse não foi o melhor resultado para o Cruzeiro que jogou contra o Bahia neste domingo (3), no Estádio Mineirão. 

O Cabuloso estreou a camisa número três que tem uma cor bem peculiar. Um amarelo/verde fluorescente... teve também sorteio de um carro para os torcedores. O público foi até bom, total de 25.913 presentes.  

O que não esteve tão boa assim foi a atuação Celeste. A vitória dentro de casa seria fundamental para a arrancada final e melhora na colocação na tabela. Após a vitória contra o Botafogo, se esperava uma equipe mais motivada. Porém, o que se viu foi um grupo sem tanto interesse. 

O primeiro tempo foi bem equilibrado. Cruzeiro e Bahia com boas defesas, algumas chances para ambos os lados. Logo aos 2’ Orejuela perdeu grande chance de abrir o placar. Aos 12’ foi a vez de David cabecear para fora. Fred perdeu um gol praticamente feito após cobrança de escanteio, aos 24’.

Num cruzamento de Dodô pela esquerda, e Fred, o camisa 9, desviou fazendo gol, mas o VAR entrou em ação e anulou. Realmente o atacante estava à frente. 

A etapa final as equipes voltaram sem modificações. E logo no primeiro minuto de jogo, Thiago Neves mandou para Fred, que jogou para David que chutou no goleiro, mas o bandeira já marcava impedimento. A pressão cruzeirense seguia e pouco depois, aos 5’, mais uma vez David perdeu uma chance. 

O tricolor Bahiano começou a pressionar e aos 20’, o lateral direito Orejuela, que já estava amarelado, bateu a mão na bola dentro da área. O lateral cruzeirense foi expulso. Mais uma vez o VAR em ação e o juiz marcou pênalti. Fernandão bateu no lado esquerdo e o goleiro Fábio foi para o direito. Placar inaugurado, Bahia 1 a 0. 

David saiu bastante vaiado pela torcida e em seu lugar entrou Sassá. Aos 28’ numa jogada de Thiago Neves para Sassá, que cortou da esquerda para o meio, com uma bomba impossível de ser defendida o empate veio. Tudo igual, 1 a 1.

Na entrevista coletiva após o jogo, o técnico Abel Braga reclamou bastante da arbitragem, não só dessa partida como das outras. Segundo Abel, ele estava protestando e já estava cansado disso. Questionado sobre quem atuaria na próxima partida no lugar de Fred suspenso pelo terceiro cartão amarelo, o técnico disse que Sassá é o substituto, pois não colocará uma grande responsabilidade nas costas do garoto Popô.

Por falar em cartões, além de Fred, Orejuela estará suspenso para a próxima partida do Cabuloso que será contra o Athletico-PR, na quarta-feira (06), na Arena da Baixada, às 21:30. 

 

O Cruzeiro segue na 16ª colocação com 33 pontos. Mesma pontuação de Ceará e Botafogo, mas perde no critério de desempate que é número de vitórias. 


(Foto: Instagram Mineirão /@_agenciai7)

 

Ficha técnica

Motivo: 30ª  rodada do Campeonato Brasileiro

Data: 03/11/2019

Hora: 19:00

Local: Estádio Mineirão 

Cruzeiro: Fábio, Orejuela, Cacá, Léo, Dodô, Henrique, Éderson, Thiago Neves, Marquinhos Gabriel (Ezequiel), David (Sassá), Fred (Edilson). Técnico Abel Braga.

 

Bahia: Douglas, Nino, Juninho, Lucas Fonseca, Moisés, Flavio Medeiros, Marco Antônio (Lucca), João Pedro, Elder (Rogério), Arthur e Fernandão (Arthur Caike). Técnico Roger Machado. 

 

Arbitragem: Wagner Reway. 

 

Sam Bella