Cruzeiro vence clássico e sai do Z4

Domingo, 12 de junho de 2016. 7ª rodada do Campeonato Brasileiro, clássico mineiro, no Estádio do Independência. Com as equipes passando por momentos ruins no campeonato, o Cruzeiro precisava vencer para sair da zona de rebaixamento, mas foi desacreditado por muitos, menos por seus torcedores que confiaram e soltaram as vozes no estádio, empurrando o time para a vitória, de 3 x 2 sobre o maior rival.

O Cruzeiro era o time visitante, apenas 1000 torcedores a seu favor e viu o rival sair na frente, depois de uma cobrança de falta, aos 14 minutos. Depois que tomou o gol, a equipe celeste começou a reagir, e aos 19 minutos, Arrascaeta tocou para Alisson que empatou ainda no primeiro tempo. Elber perdeu uma chance clara, e terminou assim a etapa inicial.

(Foto: terra.com.br)

No início do segundo tempo, aos 4 minutos, Arrascaeta chutou, o goleiro espalmou e Riascos estava lá pra chutar bola para dentro das redes. Aos 10 minutos, a equipe do Atlético conseguiu empatar.

Depois do gol houve confusão e Bryan (Cruzeiro) e Marcos Rocha (Atlético) foram expulsos.Fred e Henrique foram amarelados, o atacante do Atlético tentou esconder um chinelo que foi arremessado pela torcida, mas o volante celeste viu.

(Foto: R7.com.br)

Aos 18 minutos, o Cruzeiro voltou a ficar na frente do placar. Mais uma vez, saindo dos pés de Arrascaeta, que cobrou falta e Bruno Rodrigo mergulhou para marcar de cabeça. 

O lateral Lucas e o volante Romero ainda foram expulsos, mas isso não impediu a vitória do gigante celeste.

(Foto: Facebook/ Esporte Interativo)

Com essa vitória, o Cruzeiro foi para oito pontos e ocupa a 15ª colocação. Clássico sempre é um jogo importante, e que trás confiança ao elenco, e hoje, vimos um Cruzeiro diferente, que jogou com raça e honra a camisa. 

É inevitável a necessidade de reforços, mas temos que destacar a brilhante atuação no jogo de hoje, onde todos fizeram sua parte e ajudaram o time, até por que, uma estrela não faz uma constelação, o poder de uma constelação está na força de cada estrela, e o poder do Cruzeiro está em cada cruzeirense que nunca deixa de acreditar e confiar.

Ah, ser Cruzeiro é bom demais!

Por  Greicy Santos