DA LIDERANÇA AO JEJUM, QUE FASE HEIN PALMEIRÃO?!

Com um time misto, o Palmeiras foi até Porto Alegre para enfrentar os reservas do Grêmio, e mesmo jogando bem, conseguiu apenas mais um frustrante empate. O Verdão agora ocupa a terceira colocação e precisa rever sua estratégia caso queira retornar à ponta da tabela.

Mais uma vez, a arbitragem causou polêmicas, errou ao dar uma cobrança de lateral para o time da casa, quando na verdade a saída de bola pertencia ao Palmeiras. Lance esse que resultou no gol de empate, porém, a equipe de Felipão também tem sua culpa, por não acertar a marcação nos minutos finais. 

Palmeiras e Grêmio ficam apenas no empate no primeiro jogo da sequência de três. Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação 

 

O JOGO

Em uma partida com um mistão do lado alviverde e reservas do lado do tricolor gaúcho, os minutos iniciais não foram dos melhores. As duas equipes erraram bastante, e o Palmeiras demorou um pouquinho para encaixar um bom ritmo de jogo. O Grêmio segurava mais a bola, porém não conseguia passar pela defesa alviverde, enquanto o Verdão conseguiu encontrar mais espaços para avançar até o ataque, mas parou em boas defesas de Júlio César e perdeu algumas boas chances. 

O Palmeiras seguiu avançando e conseguindo bons contra-ataques, e um deles foi fatal aos 13 minutos. Hyoran recebeu de Raphael Veiga, subiu em velocidade e deu um belo passe para Dudibres, que cortou David Braz e mandou a bola no canto de Júlio César. O Alviverde apresentou uma melhora no jeito de jogar, e com o gol logo no início a gente já ficou como? Iludido, acreditando que finalmente o jejum pós Copa América ia acabar. Só que não. 

Levamos um susto aos 24 minutos, quando Léo Moura arriscou da intermediária, e Weverton apenas observou a bola passar tirando tinta do travessão. O primeiro tempo foi resumido em Grêmio se segurando na posse de bola e Palmeiras buscando espaço nos contra-ataques. Aos 38' Dudu levou perigo novamente, mas o goleiro adversário saiu bem para fazer a defesa. Ainda tivemos uma chance nos minutos finais, quando nosso baixola arrancou pelo meio e tocou certeiro para Borja, que finalizou rasteiro, para a defesa tranquila de Júlio César. Fomos para o intervalo com a vantagem no placar, o que nos deixou bem animados.

Dudu deixou o Verdão em vantagem no começo da primeira etapa. Foto: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação 

 

O Palmeiras retornou a campo sem alterações, mas nosso Bigode Máster foi obrigado a mexer aos 10 minutos, quando Mayke sentiu dores e foi substituído por Marcos Rocha cara-crachá. A partida no entanto, continuou a mesma do primeiro tempo: os donos da casa segurando a bola e o Verdão buscando os contra-ataques. E apesar de conseguir encontrar espaços para invadir a defesa gremista, a equipe alviverde pecou nas finalizações, não conseguindo marcar novamente. E todo mundo sabe que 1 a 0 jamais será um placar tranquilo e confortável. 

Os minutos da segunda etapa iam se arrastando sem nada mudar em nenhum dos lados: Grêmio segurava a bola, Palmeiras buscava chances para contra atacar. Hyoran até teve uma boa chance próximo aos 30 minutos. Com boa jogada, conseguiu se livrar de 3 marcadores e finalizou de longe, mas o goleiro gremista defendeu. Não sabemos com que intenção, mas aos 32 minutos Felipão trocou Dudu por Ramires, porém poderia ter mexido no ataque para tentar ampliar a vantagem alviverde. Com os minutos finais se aproximando, parecia que finalmente conseguiríamos mais 3 pontos, mas aí a arbitragem resolveu dar o ar da graça. Na casa dos 40 minutos, o assistente deu ao Grêmio um arremesso lateral que na verdade era do Palmeiras. Na sequência do lance, David Braz ficou com a bola e soltou uma bomba de fora da área, sem chances de defesa para Weverton. Recebemos um balde de água fria aos 42 minutos. E adeus aos 3 pontos tão sonhados.

 

A equipe alviverde permanece na capital gaúcha pois volta a enfrentar o Grêmio na terça-feira (20), no primeiro jogo das quartas de final da Libertadores.

 

#AvantiPalestra #Brasileirão2019 #VamosVerdão 

 

Por Vânia Souza