DAMIÃO? NUNCA CRITIQUEI

Nesta quinta-feira (15), o Inter enfrentou o América-MG no Beira-Rio pela 34ª rodada do Brasileirão e levou os 3 pontos. Jogando bem contra um time de Z4 (o que não é sempre), a partida terminou em 2x0.

 

(Foto: Ricardo Duarte)

 

O time que entrou em campo foi Marcelo Lomba, Victor Cuesta, Iago, Fabiano (Zeca), Rodrigo Moledo, Rodrigo Dourado, Edenilson, Patrick, Nico Lopez, Wellington Silva (Rossi) e Leandro Damião (Jonatan Alvez). D'Alessandro suspenso ficou fora e Wellington Silva foi para o jogo.

Não é sempre que podemos dizer isso, mas o Inter jogou bem contra um time pequeno. Os dois gols foram marcados ainda no primeiro tempo, mas o Colorado continuou indo pra cima.

Os destaques foram Leandro Damião e Edenilson, autores do gol e das assistências do jogo. Edenilson já vem jogando bem, sendo essencial no time há um tempo e que continue assim.

Agora eu quero falar do Damião. Aquele Damião que todo jogo tenta uma bicicleta (sim, teve contra o América também) e umas jogadas mais bonitas e de quebra, toma uma vaia.

De tantos altos e baixos, ele vem se mostrando cada vez mais importante. Mesmo não marcando gols, ele corre, marca e se entrega em todas as partidas.

Apesar de nem sempre fazer boas atuações, é uma das ausências sentidas com as lesões. Ontem, alcançou 108 gols pelo Inter e ficou entre os 10 maiores goleadores do clube, junto com Adãozinho.

Infelizmente nem tudo são rosas. Mesmo com a vitória, ficamos ainda na segunda colocação do campeonato e com uma diferença de 5 pontos do líder.

Nossa próxima partida é contra o Botafogo, domingo (18) às 17h00 no Engenhão. Para continuar sonhando com a taça, temos que voltar para a casa com a vitória, que venha quem sabe de um gol chorado de Damião.

 

Por Giulia Giongo