De baixo de chuva, gramado péssimo e uma atuação longe de ser nível Libertadores

 

 

O Atlético-MG enfrentou o Libertad nesta quarta feira (19), de baixo de uma chuva que prejudicou bastante o gramado, mas que não é desculpa para  a derrota. O time da casa ganhou de 1x0,  após falha dos jogadores atleticanos.

 


(Foto: twitter oficial do Atlético-MG)

 

O jogo: De baixo de chuva, ambas equipes erravam bastante, porém o dona da casa passou a ver as falhas do time do Atlético e foi para cima, aproveitando-se dos enormes espaços deixados pelos jogadores. A equipe atleticana chegou ao gol mais efetividade, com Otero após cobrança de falta que foi parar nas mãos do goleiro.

 

O time demonstrava dificuldades para jogar, resultando falhas  e mais falhas, os jogadores paraguaios não foram bobos e aos 26min viram a oportunidade perfeita, após Fábio Santos tenta afastar a bola, ela acabou caindo nos pés de Angel Lucena, o mesmo lançou para Jesus Medina recebeu livre, invadiu a  área e rolou para o Angel Lucena, que chutou para o gol, o goleiro Giovanni até tentou, mas viu a bola entrando devagar no fundo das redes.

 

Esta quarta-feira (19), foi o famoso dia que nada deu certo,  nem ao menos as estrelas das peças individuais do Atlético-MG brilharam. No segundo tempo, Rafael Moura entrou no lugar de Danilo, o super-herói atleticano tinha a missão de salvar o time da fatídica derrota, que até mostrou uma pequena melhora, mas o Libetad fez uma cera insuportável, não podia tocar neles que já caiam, já faziam toda aquela ceninha e o juiz foi na pilha. O galo quase não deu dor de cabeça no adversário,  para piorar Fred sentiu dores na virilha e teve que ser substituído. No fim das contas, o apito final soou, o time da casa comemorou e pro time alvinegro restaram as lamentações da péssima atuação.

 

A arbitragem foi bem longe de ser a melhor, as condições do gramado péssimas, mas o que derrotou o Atlético nesta noite, foi as constantes falhas, os constantes erros e o quanto a maioria dos atletas em campo entraram apáticos, o que derrotou o Atlético, foi o próprio Atlético.

 


(Foto: twitter oficial do Atlético-MG)

 

As atenções agora serão voltadas para o Campeonato Mineiro, no domingo às 16h o time alvinegro volta a enfrentar a URT, torcemos muito para que até domingo, o que tanto nos incomoda já esteja mais ou menos resolvidos. E não adianta só pedir a cabeça do treinador, quando se tem jogadores que não fazem o papel dele em campo, no mais, VAMO GALO!

 

FICHA TÉCNICA

LIBERTAD  1 X 0 ATLÉTICO

 

Local: Nicolás Leoz, em Assunção

 

Data e hora: quarta-feira, 19 de abril, às 21h45

Motivo: 3ª rodada do Grupo 6 da Copa Libertadores

Gols: Ángel Lucena, aos 26 minutos do primeiro tempo

Cartões amarelos: Nestor Giménez, Ángel Lucena (LIB); Fábio Santos, Leonardo Silva, Giovanni (ATL)

Arbitragem: Julio Bascuñán (CHI), Christian Schiemann e Carlos Astroza (CHI)

LIBERTAD: Rodrigo Muñoz; Alan Benitez, Luis Cardozo, Antolín Alcaraz e Salustiano Candia; Iván Ramírez (Bareiro), Nestor Giménez (Román), Sergio Aquino e Ángel Lucena; Jesús Medina (Orué) e Santiago Salcedo

Técnico: Fernando Jubero.

 

ATLÉTICO: Giovanni; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Gabriel e Fábio Santos; Rafael Carioca, Elias, Danilo (Rafael Moura) e Otero (Cazares); Robinho e Fred (Maicosuel)

Técnico: Roger Machado.


Por: Eduarda Moreira