DE BOA NA LAGOA

 

No duelo de índios, ficou tudo empatado. O Brasil recebeu o Guarani no Bento Freitas na tarde deste sábado (17) e debaixo de uma torrencial chuva de novembro, jogou sem muita pressão e empatou em 1x1, sendo o gol rubro-negro marcado por Diego Miranda. O xavante se despediu do Bento Freitas na temporada e agora fechará a agenda fora de casa.

 

(Foto: Carlos Insaurriaga)

 

O rubro-negro, que garantiu sua permanência na Série B na rodada anterior, jogou sem peso algum nos ombros e não se desgastou em busca de muita coisa. Abriu o placar aos dezesseis, após Itaqui chutar e a bola bater em Wallace Pernambucano, ela sobrou para o camisa 10 Diego Miranda colocar no meio do gol num belíssimo chute.

Mas não vamos esquecer que estamos falando do Brasil, que esse ano decidiu que se não for pra fazer o torcedor sofrer só um pouquinho que seja, nem entra em campo. Três minutos depois, Rafael Longuine empatou para o time adversário após uma bobeada da zaga xavante. A sorte deles é que os corações rubro-negros estão tranquilos no momento.

Na segunda etapa, o gramado encharcado amarrou um pouco o jogo, impossibilitando que a bola corresse. Ainda assim, o Brasil criou inúmeras chances com destaque para uma aos vinte e quatro quando Michel ficou cara a cara com o gol e conseguiu perder a oportunidade. Amigo, até a minha querida avó fazia esse gol. Mas novamente, vamos fingir que nada aconteceu.

A partida terminou empatada. O Brasil se despediu do Bento Freitas na temporada 2018. Se despediu assegurando que a Baixada vai ter Série B do Campeonato Brasileiro no ano que vem. Depois de obstáculos e mais obstáculos, a paz de espírito de sair do estádio, dar aquele tchauzinho silencioso e saber que tudo vai estar em seu lugar, é imensa. Brasileirão na cidade de Pelotas é só na Rua João Pessoa, bebê.

Até o ano que vem!