De novo, São Paulo?!

(Imagem: Globo Esporte) 

Após um empate no meio da semana com o Trujillanos, na Venezuela, pela Copa Libertadores, nesse domingo (20) o São Paulo foi até Itu para o duelo contra a equipe do Ituano, no estádio Novelli Júnior, em partida válida pela 10ª rodada do Campeonato Paulista.

O que o torcedor são-paulino queria era uma vitória que pudesse fazê-lo, além de respirar aliviado, ficar em paz, pelo menos, até o próximo jogo. Mas, como nas últimas partidas, mais uma vez os erros individuais se destacaram, e os três pontos novamente ficaram pelo meio do caminho.

O São Paulo de Edgardo Bauza foi a campo com Denis; Caramelo, Maicon, Rodrigo Caio e Mena; Thiago Mendes, João Schmidt e Ganso; Daniel, Carlinhos e Calleri.

Jogando em mais um estádio com o gramado ruim, o Tricolor, assim como a equipe anfitriã, fez um 1° tempo abaixo do esperado, com muitos erros de passes.

Sem gols, São Paulo e Ituano foram para o vestiário devendo futebol.

Na etapa complementar, quem fez a diferença foi Jonathan Calleri, que além de deixar a partida eletrizante, deu o passe para o meia-armador, Paulo Henrique Ganso, marcar o tento tricolor, aos 16 minutos. O camisa 10 marcou pela quinta vez seguida nos últimos jogos, e com 6 gols no ano, é o artilheiro do clube na temporada.

(Imagem: Globo Esporte) 

Quando a partida se encaminhava para os últimos momentos, uma cena inusitada no gramado do Novelli Júnior.

O volante Thiago Mendes, que havia recebido cartão amarelo no 1° tempo, ganhou mais um aos 39 minutos da segunda etapa. O juiz, sem perceber, não expulsou o camisa 23. Ganso, que logo seria substituído por Lucas Fernandes, deu uma de esperto e avisou a comissão técnica, que logo sacou Thiago Mendes. De nada adiantou, porque mesmo assim, o árbitro mostrou o cartão vermelho para o volante. Minutos depois, o maestro, que seguia em campo juntamente com Lucas Fernandes, foi obrigado por Flávio a se retirar e deixou o gramado rindo, pela situação criada por ele para tentar salvar o Tricolor da expulsão. Não deu certo!

A vitória parecia certa, e animava jogadores e torcedores. Mas, como tem sido de costume nos últimos jogos, o São Paulo não soube aproveitar a vantagem e acabou tomando o gol de empate, aos 43 minutos, após Denis falhar mais uma vez. O goleiro não esboçou reação para tentar cortar um cruzamento de João Paulo, e também não demonstrou reflexo para espalmar a cabeçada de Léo.

Mais um empate com gosto de derrota pra conta do irreconhecível São Paulo, que está há cinco partidas sem vencer na temporada 2016, e volta a campo na quarta-feira (23), às 21h45 (Brasília), contra o Botafogo-SP, pelo Campeonato Paulista. A partida será no Pacaembu, e para não se complicar e continuar vivo na competição, o Tricolor precisará vencer.

O torcedor são-paulino não sabe mais o que esperar desse São Paulo, que há tempos oscila e vacila. Um São Paulo que perde ou empata quando mais precisa ganhar, ou que sequer consegue segurar o 1x0 no placar.

Um São Paulo que há tempos se perdeu no tempo...

 

Renata Chagas