De olho no G4, Ponte busca vitória em cima do Inter para se manter nas primeiras colocações

Depois da derrota para o santos na última rodada, o elenco da macaca usa palavras de confiança para a partida contra o o Internacional nesse domingo às 11:00hs no estádio Moisés Lucarelli, pela 16°rodada do campeonato brasileiro. O adversário vem de uma sequência negativa no campeonato e o elenco da macaca quer tira proveito disso.
Buscando afastar a fama de "mãe Ponte", a que reabilita os times em má fase, jogadores como Róger e Clayson mostram confiança e puxam o elenco à ter uma postura agressiva no jogo, buscar a vitória e refazer a sequência de vitórias quebrada na última rodada.

"Não é aqui que vão se reabilitar."  Diz o atacante Róger

Já Clayson, sabe que a pressão maior é para o gaúchos, mas a necessidade de ganhar é para os dois.

- Eles vão vir aqui para vencer de qualquer jeito. Nós estamos brigando lá em cima. Aqui temos que impor nosso ritmo, não importa quem esteja do outro lado e do momento dele. Nossa expectativa é fazer um grande jogo. Agora é retomar o caminho das vitórias e sair com os três pontos - comentou Clayson, titular absoluto do ataque alvinegro.

(futebolinterior.com)

Escalação

O time está praticamente definido, a única pendência é Galhardo que está se recuperando de um edema na coxa, mas treinou normalmente na sexta-feira e tem grandes chances de retornar ao time titular.
Roger entra no lugar de Pottker suspenso e João Vítor no lugar de Matheus Jesus.
A provável macaca que entra em campo é: João Carlos, Nino Paraíba, Douglas Grolli, Fábio Ferreira e Reinaldo; João Vitor, Wendel e Maycon (Galhardo); Rhayner, Clayson e Roger

À arbitragem fica por conta do trio carioca.
Leonardo Garcia, Henrique Corrêa, e Thiago neto Correia.

Reencontro

Lomba e Bob retornaram ao Majestoso neste domingo, os dois que tem um grande respeito da apaixonada torcida da Macaca querida, retornam ao Moisés Lucarelli na posição de adversário, Bob é titular no time e Lomba vem relacionado no banco de reservas.

Thata Bajano