De vacilo em vacilo, vão-se embora boas oportunidades!

 

 

Foto: Ailton Cruz/Gazeta de Alagoas

 

 

Quando se trata de jogo em casa, diante da torcida; acredito eu que o CSA ainda não conseguiu assimilar a importância. Pois ele faz o mais difícil, que é vencer fora e vacila dentro da própria casa.

Foi assim contra o Figueirense, quando na oportunidade levou uma goleada ridícula de 4 x 1 e foi assim ontem, contra o Guarani perdendo por 2 x 1 de virada.

O detalhe mais revoltante é, o Guarani não vencia um jogo fora desde o ano passado, mas, o CSA consegue o feito de dar dois gols a eles e isso em apenas 2 minutos.

Pois é gente, pasmem. Foram precisos, 2 minutos para entregar o jogo e perder mais uma oportunidade, com a casa cheia.

Com um primeiro tempo razoável mas, que deu pra segurar, o CSA abriu o placar aos 20' com gol de Rafinha em cobrança de falta.

No segundo tempo, o time já não voltou o mesmo e aos 12 minutos Guilherme lançou em profundidade e meteu no fundo da rede, sem chances para o goleiro Mota.

Após 2 minutos, a virada. Longuine num cruzamento, acertou o gol de nosso "adiantado" goleiro Mota.

A mistura de zaga atrapalhada + goleiro adiantado realmente NÃO DÁ CERTO! Não podemos tropeçar em erros grotescos como os de ontem.

Aí você pode me dizer, sim mas nós viemos de 3 vitórias consecutivas. Sim, é verdade mas, temos que ter em mente que, cada partida é uma decisão, que não se pode entregar um jogo da maneira que aconteceu ontem, que muito menos não podemos "ajudar" times A ou B que estão ruins na tabela.

Precisamos de cada um desses 3 pontos, como se fosse uma final de Copa do Mundo. Afinal de contas, é um campeonato longo, onde quem está no topo da tabela não pode vacilar.

 

 

Jenniffer Mary