Depois de 8 anos, estamos na final! O sul é verde e branco!

 


(Foto: Mancha Verde Juventude Oficial)

 

 

Na última quinta-feira (22) o Juventude recebeu a equipe do Grêmio no Estadio Alfredo Jaconi para o primeiro jogo da semi-final do Campeonato Gaúcho 2016, o verdão jogando em casa precisava mais do que nunca fazer um bom jogo, e cumpriu com a sua obrigação, não deixando com que a equipe tricolor marcasse fora de casa e conquistando um bom resultado antes de ir a Porto Alegre para o segundo jogo.

 

Com o estadio lotado, a massa jaconera ajudou a empurrar o verdão para a vitória, com gols de Roberson e Klaus o Juventude garantiu a vantagem para o jogo de volta. O primeiro gol saiu apenas na segunda etapa, apesar de um primeiro tempo bem disputado, aos 13 minutos, Bruno Ribeiro cruzou, a bola ganhou altura e exigiu que Grohe fizesse boa defesa. Na cobrança do escanteio, Bruno cruzou, Grohe desviou e Roberson apareceu na segunda trave para empurrar a bola para rede, abrindo o placar para a equipe da casa. O segundo gol não demorou muito e veio novamente em uma cobrança de escanteio, desta vez Klaus finalizou de cabeça e marcou o segundo.

 

O resultado foi garantido, e a vantagem era grande. Torcida e time foram confiantes enfrentar o Grêmio em Porto Alegre, no domingo (24). Mas enganasse quem pensou que o jogo já estava ganho...

A pressão adversária foi grande, tanto que o primeiro gol saiu logo no inicio do primeiro tempo. É, como sempre dizem “quem entra para empatar acaba perdendo”, com o Juventude não foi diferente, mas apesar da derrota foi o Verdão quem garantiu a vaga na final do Gaúchão.

 

Para quem disse que por sermos um “timinho de série C” não poderíamos fazer frente a duplinha da capital, esta ai o recado de toda nossa equipe. Foi o time de série C que acabou com a esperança da corja da RBS de terem um grenal na final novamente. O Interior vive!

 

 

(Foto: Juventude Oficial)

 

Com muita raça, de ambos os lados, tivemos um jogo muito bem disputado, com bastante pressão do adversário, mas também do Juventude, saímos com uma derrota, mas com a classificação que eles tanto lutaram para conseguir. O Grêmio abriu o placar logo aos três minutos, quando Walace acertou um belo chute de fora da área, no ângulo de Elias, sem chance de defesa. E o segundo gol veio novamente no inicio, logo aos dois minutos do segundo tempo, Giuliano ampliou para a equipe tricolor, aumentando as esperanças da torcida. Os tricolores ainda comemoravam o gol, quando o artilheiro Roberson arrancou, fintou dois adversários e chutou de fora da área. A bola desviou na zaga e morreu no cantinho direito de Marcelo Grohe, ai já complicava a situação dos tricolores, que precisariam de mais 2 gols para buscar um empate e decidir nos pênaltis.

 

Aos 12 minutos Bolaños marcou o terceiro gol para o Grêmio, aumentando a chance de continuarem vivos neste Gaúchão. Até o final do jogo quem brilhou foi o goleiro Elias, defendendo o verdão de todas as formas possíveis, uma verdadeira muralha defendendo o gol alviverde, com defesas espetaculares foi o garoto de 20 anos que melhor atuou na equipe. Nos últimos minutos a pressão foi ainda maior, com Helder expulso após cometer uma falta, até mesmo Marcelo Grohe estava aflito, fora da área durante algum tempo. A zaga do Juventude com muita raça não deixava passar nada, e o Juventude conseguiu segurar o jogo até o final, podendo comemorar a vaga na final, depois de 8 anos. As vozes da torcida alviverde presente na Arena ecoavam por todos os cantos, e os jogadores retribuíram o apoio comemorando, pulando e gritando dentro de campo.


 

(Foto: Juventude Oficial)

 

O verdão disputa o primeiro jogo da final do Gaúchão no próximo domingo (1), no Estadio Alfredo Jaconi, contra a equipe do Internacional. Depois de tantos anos longe de uma final, que a torcida compareça em peso para empurrar o verdão para a vitória, para conquistarmos uma boa vantagem em casa e quem sabe sairmos com a taça na mão. Que seja um jogo limpo, sem apoio de arbitragem como a equipe colorada já é acostumada.

 

Chora gremista o sonho acabou, para final, sou eu quem vou!


Fernanda Andreazza