DERROTA NA CONTA DA DEFESA!

 

(Fonte: Pernambuco Press / Marlon Costa)

 

Que a defesa do Confiança “anda” titubeando, não é novidade pra ninguém, porém, a situação está pesando mais do que o aceitável e a situação do Dragão na série C só complica.

No último domingo (09), a equipe azulina enfrentou o Santa Cruz, lá em Pernambuco, no Arruda, e trouxe para casa a amarga derrota por 3x1.

O Santa vem de uma fase segura com o novo técnico, após a vitória no último jogo, subiu para terceira posição na tabela da série C, e não traz consigo nenhuma derrota desde a chegada de Milton Mendes. Fato esse que interferiu no desempenho do Dragão.

No primeiro tempo, a equipe proletária foi para cima dos donos da casa, mas a imposição do tricolor falou mais alto, e em lance de bola parada João Victor abriu o placar para o Santa. A vontade de vencer do Confiança era perceptível, mas o entrosamento da defesa com o meio de campo não foi suficiente. Pipico aproveitou a falha da zaga azulina e marcou o segundo para os donos da casa ainda no primeiro tempo.

Na segunda parte, o Confiança desperdiçou algumas chances claras de gol, mas nada que tirasse o foco do Santa Cruz, que permaneceu pressionando os visitantes. Sabendo da importância de um resultado positivo e de crédito nos saldos de gols, o Dragão passou a ir para cima, e mostrava perigo com as jogadas aéreas (as mesmas que trouxeram a vitória com 3 gols de cabeça no último jogo em casa). Após cobrança de escanteio, Anderson dominou e Pingo aproveitou para fazer o primeiro da equipe azulina na partida. Nada relevante...

Para cravar a vitória em casa, e conseguir melhor posicionamento na tabela, Pipico, autor do segundo gol, aproveitou a falha do goleiro Jean, e aos 42” do segundo tempo, já próximo do fim da partida, marcou o terceiro no Arruda.

É fácil perceber onde anda o defeito do Dragão, principalmente nos jogos fora de casa: a defesa. Alguns vacilos no gol andam dando trabalho à equipe azulina na competição, e caso a comissão técnica não procure meios para reparar essas falhas, a situação do Dragão pode piorar.

 

Escalação do Dragão:

1- Jean, 2- Thiago Ennes , 3- Vinicius Simone, 4- Anderson, 5- Amaral, 6- Radar, 7- Everton, 8- Rafael Vila, 9- Renan Gorne, 10- Thalysson, 11- Marcelinho

Técnico: Daniel Paulista

 

Por Hellen Rangel