DESCANSE EM PAZ FC BARCELONA!

Em seu último jogo em casa pela La Liga, Barcelona perde para o Osasuna

 

Torcida culé vendo os últimos jogos da equipe… Foto: Reprodução

 

Graças a Deus falta uma rodada para a liga terminar, porque não dá mais para suportar o desempenho da equipe nesta temporada. Vamos levantar as mãozinhas para o céu e agradecer a segunda colocação com louvor, porque se não fosse Messi e Ter Stegen, o time terminaria lá no meio da tabela e infelizmente não é exagero de uma torcedora revoltada com o time. 

Foram 90 minutos de castigo para quem acompanhou a partida desta quinta-feira (16). Creio que os jogadores também estavam tristes e desacostumados a perder a competição, porque não é possível um futebol tão ruim e medíocre como o apresentado.

A temporada inteira do Barcelona foi ruim, várias vezes uma vitória mascarava a péssima atuação da equipe, mas a partida desta quinta-feira foi sem dúvidas a pior… 

Fica repetitivo voltar à velha rotina de criticar a diretoria pelas mesmas falhas. 100% da péssima temporada do Barça, que não vem de hoje, é totalmente culpa do "presidente", que a cada vez mais vem colecionando vexames e vexames para o time da Catalunha. Deu um tiro no próprio pé em contratações de técnicos e jogadores que não adiantaram, não enxerga o péssimo trabalho que vem fazendo e não teve nem a coragem de pedir desculpas. A sorte dele é que metade da torcida esquece que ele é o verdadeiro culpado e ataca o treinador, e não defendendo Valverde e muito menos Setién, porque juntando os dois não dá um que salve, mas o problema em um todo não são deles, pode voltar até o querido Pep que infelizmente não vai dar liga.

Mas essa má temporada do Barcelona não vem de hoje. Não foi depois da parada da competição, mas sim de anos, de cada partida onde os jogadores pareciam estar em campo por pura obrigação, por partidas e mais partidas apáticas onde tinha Lionel Messi para nos salvar fazendo um gol e Ter Stegen fazendo milagres na defesa. A famosa “Messidependência” e “Ter Stegendependência”.

 

Foto: Divulgação/Internet

 

“Não queríamos terminar a temporada assim. Mas representa como ela foi. Fomos muito irregulares, muito fracos, um time com pouca intensidade. Perdemos muitos pontos e o jogo de hoje (contra o Osasuna) é um resumo da temporada. A sensação é de que o time tenta, mas não tem capacidade, deixamos muito a desejar em vários jogos. Desde janeiro tem sido muito ruim. Temos que mudar muito, na realidade. Os torcedores estão ficando sem paciência porque nós não estamos entregando nada. É normal.” -  Lionel Messi. 

 

A "comemoração" do Messi na hora do gol e sua entrevista pós jogo dizem muito sobre o vestiário do Barcelona, sobre a temporada da equipe, sua insatisfação com a postura do time e com a troca de técnicos em janeiro. 

O camisa 10 não errou em nada no que disse, ressaltando mais uma vez a péssima temporada do time Blaugrano, que precisava lutar muito contra times medianos e até aqueles que lutavam para não cair. O elenco voltou após a parada por conta da Pandemia totalmente desanimado, sem brilho, sem vontade alguma e cada partida perdendo mais a chance de vencer o campeonato.

Ver as expressões do Messi em cada péssima partida do Barcelona, ele que nunca é de dar entrevista, vir a público novamente falar sobre a postura da equipe é algo que mostra como o comodismo da equipe é algo que o incomoda e ele que quer ver a equipe triunfando. 

Infelizmente o 10 irá se aposentar um dia e se a equipe não voltar a jogar no coletivo, teremos um Milan versão Catalunha...

O "presidente" ficou muito acomodado com tudo, com Messi sempre resolvendo, ganha uma La Liga aqui, uma copa do Rei ali e já estava ótimo. Não tem um projeto ambicioso, não tem um planejamento sequer e a torcida que paga o pato com vergonhas, vexames e humilhações.

A equipe teve tantas lesões essa temporada que é impressionante. Dembelé que achou seu lar era no DM e nunca mais saiu. Contratações boas nunca nem vi, não temos reservas para Alba, Piqué e Suárez, a diretoria não faz o mínimo para reforçar, e assim seguimos.  

Vamos passar o aperto na Champions, mais uma temporada sem ganhar. Se não perder para o Napoli, levará um sacode sem dó nem piedade do Bayern e vamos ter que matar a saudade de como ganhar a competição no YouTube. Que já comece a contagem regressiva para a saída de Bartomeu, que entre um presidente que entenda a grandeza do clube e que acabe de vez com a famosa panela Culé. 

 

#BartomeuOUT


 

O jogo:

 

Confesso que antes da partida rolar me encontrava bastante iludida, pedindo para que os deuses do futebol fizessem um milagre nesta competição e deixasse para ser resolvido na última rodada, mesmo vendo e sabendo que um time estava organizada e outro totalmente desorganizado. Mas quando saiu a escalação e a bola rolou, meu lado iludida caiu totalmente por terra e foi desespero e raiva o jogo inteiro.

Setién, que veio como um cara que ia da uma ajudada na equipe virou um Valverde piorado, veio com uma escalação sem pé nem cabeça, deixando Suárez e Vidal no banco, Rakitic e Braithwaite de titulares em uma partida onde a equipe era obrigada a ganhar.

O primeiro tempo foi bem ruim, assustador eu diria. Os visitantes abriram o placar aos 16 minutos em várias falhas da equipe Culé, e restou para Arnáiz acertar um chute no canto de Ter Stegen, enterrando de vez a chance de título e o Barcelona.

A equipe de Setién passou toda a primeira etapa sem grandes sustos na área adversária, nossas boas oportunidades vieram com Messi (como sempre), em um chute de falta e Lenglet. 

A equipe voltou para a segunda etapa empatando a partida logo de cara com Braithwaite após assistência de Messi, mas o gol foi anulado por impedimento do argentino. O time voltou bem para o segundo tempo, buscava o empate e até chegou a melhorar com a entrada de Vidal e Suárez. E com apenas um minuto em campo, o camisa nove conseguiu uma falta na entrada da área para o Barcelona, Messi foi para a batida e guardou no fundo das redes do adversário, um golaço do reizinho da 10. 

E foi nessa hora que o mundo percebeu que tem tudo de errado acontecendo na equipe e que Lionel está cansado de carregar o time nas costas. A "comemoração" do jogador foi bastante seca, sem muito alarde, com cara de poucos amigos e mostrando ao elenco como faz gol e resolve uma partida. 

A virada Culé até veio, e foi um golaço de voleio do Suárez, mas mais uma vez o juiz anulou por impedimento. O Barcelona chegou a ficar com um jogador a mais quando o juiz expulsou Gallego por cotovelada em Lenglet, mas de nada adiantou.

E com a partida perto do fim, um empate nada satisfatório e a equipe em campo virou uma completa várzea, bateu o desespero e os amados jogadores resolvem TODOS irem para o ataque e deixar Ter Stegen só, e nos acréscimos levamos o gol de uma equipe que tinha um jogador a MENOS. Roberto Torres conseguiu um contra ataque mortal, fez 2x1 para os visitantes no placar final e colocou os 3 pontinhos na mala do Osasuna. 

E no meio de todo esse caos que se vive no FC Barcelona, destaque para Ruig Puig e Ansu Fati (La Masia no se toca), além de Lionel Messi e a muralha alemã Ter Stegen. 

O Osasuna não vencia o Barcelona no Camp Nou desde a temporada 2008/09, e equipe Culé perdeu uma invencibilidade de 42 jogos em casa, sendo que a última derrota havia sido em novembro de 2018. Se não tivesse perdido, igualaria a segunda maior série da história do clube.

Outro feito que será quebrado nessa maravilhosa temporada é que se o Barcelona não ganhar a Champions, será a primeira vez desde 2007 que a equipe terminará uma temporada sem levantar uma caneca...

E como disse Messi em sua entrevista:

 

“Se queremos ganhar a Liga dos Campeões, temos que mudar muito. Se continuarmos assim, vamos perder o jogo contra o Napoli”.

 

E é exatamente isso, se repetir o futebol dessa temporada e principalmente o desta quinta, iremos ter a continuação do vexame y humilhação que passamos diante de Roma e Liverpool. 

 

Foto: Divulgação/Internet

 

Nosso último jogo será contra o Alavés, no domingo (19), às 14:00 (de Brasília), fora de casa. 

 

Pero nunca dejaré de ser del Barça. La decepción es temporal, el amor por ti es eterno!!  

 

 

¡Visca El Barça!

 

Por: Thais Santos

 

*Esclarecemos que os textos trazidos nesta coluna não refletem, necessariamente, a opinião do Blog Mulheres em Campo.