DESVANTAGEM NA COPA DO BRASIL

 

MESMO COM UM A MAIS DURANTE QUASE TODO SEGUNDO TEMPO, O BOTAFOGO NÃO CONSEGUIU O EMPATE

 

O Botafogo foi até Belo Horizonte enfrentar o Atlético Mineiro pelo jogo de ida das quartas de final da Copa do Brasil, e saiu em desvantagem no placar. A derrota por 1x0 aconteceu com gol no inÍcio do jogo, mas não deixou o Glorioso longe da classificação. Tivemos grandes chances de sair com o empate e até com a vitória, porém, novamente, os erros nas finalizações e o cansaço do time não permitiram que o gol saísse.

 

https://s2.glbimg.com/B_66WmOXoDHhTpZVs24Vta9M7QA=/0x0:1745x1257/1600x0/smart/filters:strip_icc()/s.glbimg.com/es/ge/f/original/2017/06/29/odr20170629102.jpg

Foto: GloboEsporte.com

 

Esse foi apenas o primeiro jogo de uma sequência de jogos difíceis do Botafogo, o que preocupa muito, pois não temos peças de reposição e o time está extremamente cansado. O calendário Brasileiro tem sido muito cruel com todos os times, mas principalmente com os que estão disputando outras competições além do Campeonato Brasileiro.

 

Os próximos jogos do Botafogo são:

02/07 – Corinthians x Botafogo – Arena Corinthians às 16h pelo Campeonato Brasileiro.

06/07 – Nacional (URU) x Botafogo – Estádio Parque Central (Montevidéu – URU) às 21h45 pela Libertadores.

09/07 – Botafogo x Atlético MG – Estádio Nilton Santos às 16h pelo Campeonato Brasileiro.

 

COMO FOI O JOGO:

O jogo começou muito acelerado e com pressão do Atlético Mineiro, como era de se esperar. O Botafogo não conseguia ficar muito tempo com a bola e teve apenas 1 chance no início do jogo, mas sem muito perigo. Aos 7 minutos do primeiro tempo, o time mineiro saiu na frente do placar com Cazares. Robinho, sem marcação, desceu pela esquerda e lançou a bola no meio, Cazares em velocidade se infiltrou na área, recebeu se livrando da marcação e chutou com precisão no canto direito, sem chances de defesa do Gatito.

Até esse momento o Botafogo estava perdido em campo, não conseguia ficar com a bola e o time mineiro, teve a chance de ampliar, mas Fred cabeceou a bola pra fora.

 

Finalmente o Botafogo melhorou em campo e passou a atacar mais, porém sem levar muito perigo ao gol de Victor. O time carioca conseguia trabalhar mais a bola e quase empatou o jogo aos 33 minutos, quando Victor Luis desceu pela esquerda até a linha de fundo e cruzou rasteiro, a bola passou por todo mundo e chegou até Bruno Silva que finalizou errado e mandou a bola pra fora.

 

O segundo tempo começou diferente do primeiro. O Botafogo já começou com pressão em cima do Atlético e aos 11 minutos Fred foi expulso após falta em Lindoso. Ele já havia recebido cartão amarelo no primeiro tempo.

 

A partir desse momento, o Botafogo dominou o jogo. A pressão era grande, porém a finalização não era eficiente. Aos 17 minutos Roger tentou dominar a bola na meia lua da grande área, ela bateu em Fábio Santos, voltou pro camisa 9 que ajeitou pra Bruno Silva livre, que tentou dominar e bater, porém a marcação chegou e travou o chute. Foram várias chances de empatar, mas o Botafogo pecava na finalização e não conseguia colocar a bola na rede.

Aos 38 minutos Gatito fez milagre e impediu que o time mineiro ampliasse. Otero cobrou falta para dentro da área, a bola sobrou com Rafael Moura que dominou no peito e bateu, mas Gatito pulou na bola evitando o segundo gol do Atlético.

 

https://c1.staticflickr.com/5/4090/35489722371_397ba30efa_z.jpg

Defesa de Gatito após chute de Rafael Moura (Foto: Bruno Cantini / Atlético MG)

 

O jogo de volta será dia 26 de julho no estádio Nilton Santos e o Botafogo precisa vencer por 2 gols de diferença para passar pra próxima fase.

 

FICHA TÉCNICA:

Data, Horário e Local: 29 de junho, às 19h30. Estádio Independência (Belo Horizonte - MG)

Árbitro e Auxiliares: Dewson Fernando Freitas da Silva (PA), Kleber Lucio Gil (SC) e Bruno Boschilia (PR). Todos FIFA

Público: 19.871 pagantes

Renda: R$ 533.386,00

Cartões amarelos: Fred, Rafael Moura e Otero (CAM); Emerson Silva (BOT)
Cartões vermelhos: Fred (CAM)
Gols: Cazares aos 7 minutos 1ºT

 

ATLÉTICO-MG: Victor, Yago, Leonardo Silva, Gabriel e Fabio Santos; Rafael Carioca, Elias e Cazares (Danilo Barcelos); Luan (Otero), Robinho (Rafael Moura) e Fred - Técnico: Roger Machado

 

BOTAFOGO: Gatito Fernández, Emerson, Carli, Emerson Silva e Victor Luís; Rodrigo Lindoso (Fernandes), Bruno Silva, João Paulo e Camilo (Guilherme); Rodrigo Pimpão e Roger (Vinícius Tanque) - Técnico: Jair Ventura

 

 

Saudações Alvinegras!

Por Leilane Pereira