DEU ASAS PARA ELAS

Red Bull Bragantino Feminino faz história e deixa sua marca no Paulistão 2020

 

Grupo de pessoas em campo de futebolDescrição gerada automaticamente

 

Foto original: Twitter - @RedBullBraga

 

Em menos de um ano, o time Red Bull Bragantino conseguiu trazer para o gramado mulheres que com certeza começaram um legado. Em primeira mão, as meninas Guerreiras mostraram que o início de um trabalho pode chegar mais longe que apenas uma semifinal, a história marcante, a dedicação, a entrega, o sorriso e a conquista das nossas jogadoras nos motivaram a querer acompanhar cada vez mais de perto o futebol feminino no Red Bull Bragantino.

Apresentadas em março de 2020, o time é comandado pela técnica Camilla Orlando e tem o elenco formado pelas goleiras: Karolainy Caline Alves; Stéfani Eduarda Kowalski e Alice Anário de Farias Tosta. Laterais: Isabela Pereira do Nascimento; Natalia Dos Santos Lopes; Rayane Oliveira de Souza. Zagueiras: Taiane Flores; Ingryd Avancini; Nataniele Carvalho Silva; Giovana Maia Ferreira Cruz. Meias: Elisandra Madeira Guerra; Raquel Domingues Batista; Priscila Andrade Lopes; Vitoria Maria Cardozo; Almerinda Karolina Dias Batista. E as Atacantes: Rosane Moraes Soares; Luana de Lima Roque; Dandara Lauriele Camargo; Mylena Gomes Pedroso; Julia Beatriz Bezerra Texeira; Ariel Godoi e Andressa Lodi.

A trajetória do Massa Bruta Feminino deu início no Paulistão Feminino de 2020 encarando na primeira fase o São Paulo, Ferroviária, Palmeiras, Realidade Jovem e Taboão da Serra, com a grande expectativa de fazer uma excelente campanha e até planejando a vaga na Série A-2 do Brasileirão de 2021. Com desafios atrás de desafios, nossas Guerreiras não se deixaram levar por derrotas e ergueram a cabeça e decidiram mostrar que o início de um sonho poderia ser realidade em pouco tempo.  

O jogo de estreia do Massa Bruta já foi de grande responsabilidade por ser contra o vice-campeão do ano anterior, São Paulo, sendo derrotadas por 3 a 0 no dia 17/10/2020. Dando continuação a derrota, as meninas da Ferroviária decidiram colocar o Massa Bruta nos trilhos e por 3 a 1 venceram as nossas Guerreiras no confronto seguinte. Após duas derrotas seguidas a chance de mostrar que o Red Bull não serve somente para dar asas, não temeram a força feminina e mostraram que estavam prontas para decolar e alcançar seus objetivos.

Empatando com o Palmeiras no dia 25/10/2020, a técnica Camilla Orlando já conseguiu mostrar que as mudanças estavam acontecendo e que grandes coisas viriam. Taboão da Serra tomou de goleada do Massa Bruta com o total de 10 gols (check), Realidade Jovem perdeu de 3 a 0 (check), e o queridinho vencedor da estreia não sentiu o gostinho de “MAIS UM, MAIS UM”. Com 1 a 0 as Guerreiras se classificaram para a semifinal do Campeonato Paulista 2020. QUEM FOI QUE DISSE “PRA” TU DIVULGAR, RED BULL? 

Somando mais 2 empates após esta sequência de vitórias, por 1 a 1, novamente contra o Tricolor Paulista e contra a Ferroviária não saiu do 0 graças a uma tempestade que não deixou o campo livre para a decolagem. Totalizando somente 2 derrotas, 3 empates e 3 vitórias. Imensurável o tamanho do orgulho que nossas meninas deixaram os torcedores bragantinos, não é? 

No dia 6/12/2020, o Red Bull Bragantino enfrentou novamente as meninas da Ferroviária para a classificação da Final do Campeonato Paulista Feminino de 2020 e foram derrotadas por 4 a 0. 

Pessoas em campo de futebolDescrição gerada automaticamente

 

Foto oficial – Twitter @RedBullBraga

 

Costumo ficar triste com as derrotas. Nesta não foi diferente, mas a sensação de orgulho tomou conta do meu sentimento. A cada evolução que nossas meninas tiveram, cada momento, cada passe, fez com que chegassem até aqui! O voo ainda continua, o sonho continua, e a vitória É NOSSA.

A nossa técnica Camilla, gratidão pelo trabalho, pela conquista e pelo sonho que ainda não acabou e nunca vai acabar. A nossas Guerreiras, não poderia ter nome melhor para se referir a equipe que são. Orgulho define!

“Voamos mais alto do que imaginamos e fomos sonhando a medida em que nossos voos foram ficando cada vez mais altos.” – Disse Isabella Nascimento, em sua rede social oficial (instagram).

O sonho continua, o mundo é de vocês.

DÁ-LHE BRAGANTINO!

"Na força de uma raça, na luta já vencida.” - Hino Bragantino.

 

Por Júlia Palombello Fonseca

 

*Esclarecemos que os textos trazidos nesta coluna não refletem, necessariamente, a opinião do Portal Mulheres em Campo.