Difícil, mas não impossível

 

 

O Atlético Paranaense entra em campo nesta quinta-feira (27) enfrentando o Grêmio, às 21h45 na Arena da Baixada, pelo jogo de volta das quartas de final da Copa do Brasil.

 

 

https://www.tribunapr.com.br/wp-content/uploads/sites/1/2017/07/felipe-gedoz-deve-ganhar-uma-chance-contra-o-gremio-825x550.jpg?a86372

Foto: Daniel Caron

 

 

Para este jogo, o Furacão está com sete desfalques no total. O meia Guilherme - que já jogou na competição pelo Corinthians - e também Bruno Guimarães, Esteban Pavez, Ederson e Ribamar que não foram inscritos para a Copa do Brasil. Tendo ainda como desfalque Nikão - que foi expulso no jogo de ida - Jonathan - lesionado na partida contra o Botafogo - e Thiago Heleno que sofreu uma pancada, foi poupado e é dúvida para o confronto.

Fabiano ainda tem esperança no time, acredita que Gedoz pode aproveitar a chance de aparecer mais no jogo e confia na classificação do Furacão, mesmo quando muitos acham impossível.

 

 

“Vai ser o que temos de melhor. Temos algumas baixas, com expulsões, problemas físicos e jogadores que já atuaram em outras equipes, mas não vou ser covarde de lamentar estas ausências. Os que estão aí são guerreiros, sabem da nossa proposta de jogo e vamos ser pressionantes, donos da bola e depois ter tranquilidade para quando chegar a oportunidade fazer o gol e ganhar o jogo”, afirmou o comandante rubro-negro.

 

 

Assim, o provável Atlético será formado por: Weverton; Cascardo, Paulo André, Wanderson e Sidcley; Otávio, Matheus Rossetto, Lucho González, Felipe Gedoz e Douglas Coutinho; Pablo.

Reverter o placar de 4x0 é considerado uma missão impossível, mas não tem que desistir. Se é pra ser eliminado, que seja honrando a camisa, indo atrás do prejuízo e lutando. A torcida do Atlético merece isso! Merece ver raça em campo e não um time morto que é o que está acontecendo no Campeonato Brasileiro.

 

 

PRA CIMA ATLÉTICO.

Izabela Risden