DO VICE-CAMPEONATO A CONQUISTA DA VAGA NA COPA DO BRASIL

 

DO VICE-CAMPEONATO A CONQUISTA DA VAGA NA COPA DO BRASIL

A EMOCIONANTE JORNADA DOS GUERREIROS DO OPERÁRIO

 

Na tarde deste domingo (21), aconteceu o segundo confronto entre Operário e Cuiabá pela final do Campeonato Mato-Grossense, após um empate em 2 a 2 o Cuiabá foi campeão, o que não diminuiu a festa do torcedor Operariano, que está feliz com a campanha realizada pelo tricolor e as conquistas alcançadas para o ano de 2020, aos poucos nosso querido chicote da fronteira volta ao cenário nacional do futebol.

 

(Fonte: CEOV 1949)

O JOGO

Era esperado um jogo difícil para o nosso tricolor, pois o Cuiabá vinha com a vantagem de dois gols do primeiro jogo, e o Operário precisava vencer por dois gols de diferença.

No primeiro tempo, foi quando Operário mais teve chances de abrir o placar, mas com muita infelicidade nas finalizações.

12 min – NO REBOTE – Operário quase abriu o placar. Na disputa na pequena área a bola sobrou para Vinicius, que chutou forte e Victor Souza salvou o Dourado.” “14 min – Operário perdeu mais um oportunidade de marcar. Yan Petter recebeu pela lateral muito próximo do gol de Victor Souza, chutou e a bola parou na defesa cuiabana. Só escanteio”.

(Fonte: Só Notícias)

O Cuiabá abriu o placar aos 16 com Marino, e Alê ampliou aos 47. Mas se engana quem pensa que o tricolor já tinha entregado o jogo, continuaram lutando para reverter o placar, nosso primeiro gol veio aos 35 do segundo tempo com Alef que recebeu e marcou de cabeça. O segundo gol que empatou a partida veio aos 47 com Felype Hebert.

VALEU GUERREIROS!

Ao fim do jogo, mesmo com Cuiabá se sagrando campeão estadual, a torcida tricolor em um ato de gratidão saudava com muita alegria os guerreiros do Operário, que com muita garra levaram o tricolor até a final, e em uma brilhante campanha, onde passaram o campeonato inteiro invictos, e só perderam para o Cuiabá na fase final do estadual.

A gratidão é o sentimento de toda uma nação, ao lembrar que no começo do campeonato o Operário era taxado com um time que não iria longe, um time com pouca experiência e bem jovem, mas se mostraram um time “raçudo” que com muita garra colocaram um time sem calendário na série D do Campeonato Brasileiro, e na Copa do Brasil.

Todo o grupo está de parabéns pelas conquistas, e pela retomada do tradicional e imponente Operário ao cenário nacional do futebol. Dias melhores estão por vir.

 

Ficha técnica da partida:

 

Cuiabá 2 x 2 Operário

Data: 21/04/2019

Local: Arena Pantanal

Público: 2.906

Renda: R$ 20.270,00

Árbitro: Alinor Silva da Paixão

Gols: Marino 16 e Alê 47 do 1º tempo; Alef 35 e Felype Hebert 47 do 2º tempo

Cuiabá: Victor Souza, Toty, Douglas Mendes, Edson Borges, Escobar, Danilo (Weriton), Alê, Marino, Matheus Pato, Valdeir (Agustín Gutierrez) e Junior Todinho. Técnico: Itamar Schulle.

Operário: Naldo, Anderson, Alef, Wisley, Léo Gharib (Eltinho), Gil Mineiro, Felype Hebert, Yan Petter, Abner

(Bruno Kayron), Vinícius e Alex Alcântara (Peixinho). Técnico: Ariel Mamede.

(Fonte: Deusa Branca Produções)

 

GRATIDÃO AOS GUERREIROS!

Por: Ana Paula Rocha.