Domingo é dia de decisão!

Contra velha conhecida Ferroviária, Corinthians luta pela classificação

 

Foto: Corinthians Oficial

 

Tudo ou nada! Já passou da hora dos moleques mostrarem do que são capazes nessa Copa São Paulo, afinal o futebol apresentado até o momento não encheu os olhos da Fiel em nenhum momento!

Invicto na competição desde 2014 e carregando o peso de ser o maior campeão e também o atual detentor do troféu, os meninos terão um pedreira pela frente, a equipe que mais perto chegou de por fim em nossa invencibilidade. A última derrota do Timãozinho na Copinha foi diante do rival da Baixada, na grande final, quando sofremos o revés por 2x1.

O Corinthians entra em campo às 20h10 deste domingo contra a Ferroviária em Araraquara. As duas equipes já tinham se enfrentado na primeira fase da competição e ficaram no empate. Ramonzinho de fora da área havia assegurado a classificação do Corinthians em primeiro lugar, ao empatar a partida.

O goleiro Diego que pegou um dos pênaltis da decisão segue confiante na equipe:

 

- Todos nós estamos muito confiantes (para o título). Nossa defesa vem sendo sólida até agora e vamos concentrar o máximo possível para que continue assim.

 

Diego defendeu uma das penalidade. foto: Lance!

 

Com 18 anos, o arqueiro já integrou o elenco principal na última temporada, quando foi convocado para a Flórida Cup. Este ano, Felipe, goleiro campeão da Copinha em 2017 ficou com a vaga.

Para partida o técnico Dyego Coelho deve manter em campo a mesma equipe que se classificou diante do Sport. Willian que havia ganho a vaga de titular no lugar de Nathan deve mesmo ser mantido, uma vez que seu companheiro segue sem marcar e sendo criticado pela Fiel.

Assim o Coringão deve ir a campo com: Diego, Samuel, João Victor, Ronald e Carlos Augusto; Renan Areias (capitão) e Lucas Minele; Rafael Bilu, Fabrício Oya e Vitinho; William.

Bem a espera é de que finalmente possamos ver um futebol de encher os olhos. Os quatro confrontos até agora deixaram muito a desejar.

Contra o Corumbaense, só ampliamos o placar quando o adversário cansou. Contra o Pinheiro a goleada foi na mesma pegada, mais em função da má qualidade técnica do adversário do que por nossa gana de vencer. E os últimos dois jogos refletiram bem isso!

Diante de Ferroviária e Sport pagamos o preço da covardia. Empatamos e por pouco não perdemos nossa classificação e a luta pela 11º taça.

A pergunta que não quer calar é: teriamos em 2018 o pior elenco dos últimos tempos na Copinha?


 

Por Mariana Alves, pelo Corinthians, com muito Amor, até o Fim!