Duelo dificílimo!

 

Flamengo 28-07.jpeg

Foto: Gilvan de Souza/ Flamengo



No próximo domingo (30) o Flamengo viajará para enfrentar uma grande batalha: jogo contra o líder na casa adversária. A partida em si já é complicada, mas com a classificação em um jogo desastroso na última quarta (26), essa ganhou um ar emblemático.


A diferença já é grande, e perder pode minar um possível título. Eu, otimista, acho que falar assim soa tão dramático quanto dizer que acabou o campeonato. Afinal falta muita bola para rolar, mas sou apenas alguém leiga no assunto, deixo meu lado torcedora falar e deixo os críticos darem seus palpites. O fato é que precisamos arrancar algum ponto dessa partida.


Ah, a pressão! Essa continua firme e forte, fazendo a torcida pensar que as boas atuações da equipe rubro-negra até duas semanas atrás eram apenas ilusão. No Brasileiro é primordial ter regularidade, o que estávamos conseguindo, até o primeiro "mata-mata" pela segunda colocação. Temos posse de bola, mas falta pontaria e sobra erro na defesa. Falta comando, temos treinador, porém não temos técnico.


Na próxima partida temos mais de um gigante para enfrentar: o líder e nós mesmos. A esperança é a última que morre, e para nós ela continua aqui, mas não se pode esperar muito. Esperamos uma grande partida pelo nível dos elencos. Provavelmente teremos a estreia mais aguardada dos últimos tempos pelos rubro-negros: Diego Alves, nosso novo camisa 1, que deve resolver a insegurança no gol. Voltam os reforços Éverton Ribeiro e Geuvânio, mesmo que no banco. A maior dificuldade continua sendo a zaga, já que nossa referência de firmeza, Rhodolfo, continua fora.


A partida será pela décima sétima rodada do Brasileirão, às 16h, lá em Itaquera. A provável escalação será: Diego Alves, Réver, Juan (Rafael Vaz), Pará, Marcio Araújo, Trauco, Cúellar, Everton, Éverton Ribeiro, Diego e Guerrero.

 

 

 

Por Paula Barcellos