E a História se repete...

Ponte entrega o jogo e está fora da Copa do Brasil.

 

Tinha tudo para ser uma noite de festa, o Majestoso estava lotado e a torcida confiante na classificação. A Macaca recebeu o Galo na disputa de uma das vagas para as quartas de final da Copa do Brasil. A vantagem era da Ponte, após ter empatado por 1x1 em Minas.

A Macaca entrou em campo muito bem organizada e marcando com muita eficiência. Roger abriu o placar aos 13’ quando recebeu bola na frente e chutou no canto do goleiro. Depois do gol, a Ponte recuou e não deixou espaço em campo para o Galo jogar. Aproveitando os contra-ataques, a Ponte ainda perdeu muitos gols.  

Foto: Globo Esporte

O segundo tempo já começou com golaço de Felipe Azevedo, aos 2’, quando recebeu a bola nas costas do zaga e encobriu o goleiro. A Macaca dominou o jogo até os 30’, a vaga estava praticamente na mão e então entrou em campo a Ponte Preta que todo torcedor conhece! Recuada, começou a sofrer pressão Atleticana, a zaga falhou e Pratto aproveitou, diminuindo para o Atlético. Abalada com o gol, a Ponte parou de produzir e os erros aumentaram, a bola sobrou no pé de Robinho, e levou os Mineiros para as Quartas de final.

A torcida da Macaca mais uma vez deixou o sonho para trás e saiu do Majestoso com lágrimas nos olhos. O time jogou muito bem, encarou o adversário de igual para igual, mas na hora H, falhou, como sempre. De modo geral, o time merece elogios, a maioria dos jogadores ontem, vestiu a camisa e honrou dentro de campo, a festa da torcida. Aranha e Roger se destacaram e Clayson, mais uma vez deixou a desejar.

Ao time, resta esfriar a cabeça, e focar no Brasileirão, continuar jogando a bola que jogou ontem, corrigir os erros e ir para cima do G4. Para a torcida, é momento de apoiar, sempre foi. Perdemos a vaga ontem, hoje ainda está difícil de deglutir a “derrota”, mas amanhã, amanhã é Ponte Preta e estamos juntos na derrota ou na vitória.

 

Ficha Técnica:

Ponte Preta: Aranha, Nino Paraíba (Wellington Paulista), Antônio Carlos, Fábio Ferreira e Reinaldo; João Vitor  e Maycon; Thiago Galhardo (Elton), Felipe Azevedo (jeferson) e Clayson. Técnico: Eduardo Baptista.

Atlético MG: Victor, Carlos César, Leonardo Silva, Erazo e Fábio Santos; Rafael Carioca (Dátolo) e Júnior Urso; Robinho, Clayton e Lucas Pratto. Técnio: Marcelo Oliveira.

Gols: Roger (13’ do 1º tempo), Felipe Azevedo (2’ do 2º tempo); Lucas Pratto (23’ do 2º tempo) e Robinho (40’ do 2º tempo).

Árbitro: Heber Roberto Lopes.

Cartões Amarelos: Ponte Preta – Elton e Jeferson.


Por Anna Leticia Beck