E essa taça vamos conquistar!

 

 

O ano de 2017 do Clube de Regatas do Flamengo foi aquele clássico alto e baixo. Foi de campeão carioca, de melhor estreia na Libertadores, um dos favoritos ao título, à vergonha da campanha irregular, de não conseguir engrenar no Brasileiro e por aí vai. Mas não é que conseguiu terminar a temporada na final da Sul-Americana? Hoje (13) o maior rubro-negro do país entra em campo pelo octogésimo quarto jogo da temporada, e que satisfação poder terminar disputando o segundo mais importante torneio das Américas. Bem, chegamos lá, ou melhor, aqui.

 

 

Foto: Gilvan de Souza- Flamengo

 

 

A primeira partida da decisão foi em Buenos Aires no estádio chamado Libertadores da América, seria mais uma lembrança do que está em jogo. O Flamengo já garantiu a vaga na fase de grupos na próxima edição, mas foi o Independiente que saiu na vantagem, com a vitória por 2x1. Se não tivesse acontecido aquela atuação péssima, nós flamenguistas pensaríamos que não ter a vantagem dá até uma aliviada, ainda mais por decidir em casa. É, o Maracanã vai ser palco de mais uma final internacional desde a última Copa, e no caso rubro-negro, depois de dezoito anos.

 

 

Foto: Gilvan de Souza- Flamengo

 

 

Pela análise do aproveitamento do time no último jogo vimos alguns problemas, e que não conseguiram nem fazer sua estratégia usual da temporada: posse de bola. Um dos grandes reforços desse ano, Éverton Ribeiro está sendo muito criticado pelas suas apresentações bem abaixo do seu nível, ainda mais quando Rueda tirou a prata da casa Paquetá. Ele que ficou na vaga de Everton que estava lesionado, perderia seu posto entre os titulares, porém foi testado no lugar do seu xará. Bem, realmente, o lado da dupla Trauco e E. Ribeiro não funcionou mesmo, e na partida passada foi a jogada mais usada dos adversários para chegar com perigo, e conseguiram bastante. Pensando nisso, talvez enfim nosso treinador perceberá que deixar como está não dá.

Como de praxe, o professor só escalará a equipe no dia do jogo. A segunda final dos poucos meses dele no comando, e a mais importante até aqui. Já enfatizei que o torcedor que nasceu no último título internacional do carioca, a então MERCOSUL, já é maior de idade, né. A primeira partida foi em 16 de dezembro de 1999 e a segunda no dia 20, hoje será dia 13, uma semana antes do aniversário daquele título, e novamente Juan estará no gramado defendendo nossa zaga. Dessa vez será decidido em casa com sua Nação de súditos vibrando com o time. Que me desculpe os torcedores do Independiente, mas hoje entraremos em campo em vantagem, nosso camisa 12 vai estar lá mostrando que somos o time da raça, amor e paixão. Isso aqui é FLAMENGO!

 

- Possível Escalação: Cesar, Pará, Réver, Juan, Trauco, Gustavo Cúellar, Willian Arão, Éverton Ribeiro (Lucas Paquetá), Diego, Everton e Felipe Vizeu. Técnico: Reinaldo Rueda.

- Arbitragem: Wilmar Roldan (Árbitro); Alexander Guzman (Árb. Asist. 1); Cristian De La Cruz (Árb. Asist. 2); Gustavo Murillo (4to. Árb); Daniel Fedorczuk (VAR); Roberto Tobar (AVAR); Nicolas Tarán (VAR 2).

 

Com o goleiro definido e seguro na posição, temos no time um dos artilheiros do torneio, Vizeu com 5 gols que pode desencantar novamente e ser o número um disparado.

 

 

Foto: Gilvan de Souza- Flamengo

 

 

Os outros dois com quem está dividindo a artilharia já saíram da competição. Bem, ansiedade imensa e expectativa enorme na possibilidade de enfim ser campeão de um torneio internacional. De fato, seja uma final a altura desse elenco de luxo. Por ironia do destino, são as crias da casa, os meninos da base que tem resolvido no lugar dos badalados reforços. Entretanto, para nós torcedores, pouco importa quem decidirá desde que a vitória venha. A equipe saiu do último jogo com fome de vitória e confiantes que em casa seremos bem-sucedidos. Rueda chega na sua segunda final seguida de Sul-Americana, e enfim pode ser campeão.  

Na decisão está sendo usado os árbitros de vídeo, assim como na final da Libertadores. Com o preço dos ingressos, o Flamengo tem os valores mais caros do Brasil na temporada. Detalhes que mexem ainda mais com os ânimos. Bem, a partida será às 21h45, no palco futebolístico mais importante do Brasil e um dos mais importantes do mundo. É, estamos há um pouco mais de 90 minutos de conquistar nossa redenção. Estamos confiantes, pois sabemos da nossa força, e de como a maior torcida do mundo faz a diferença. Que privilégio podermos salvar o ano com uma taça em mãos. Ah, não tem como não se lembrar da atual campeã, afinal também é por eles.

Então:

 

 

“Vamos, Flamengo,

Vamos ser campeão

Vamos, Flamengo

Minha maior paixão

Vamos, Flamengo

E essa taça, vamos conquistar!

 

 

 

Ah, vamos vamos Chape! (Pelos nossos guerreiros)

 

Por Paula Barcellos