E FICOU NO QUASE...

 
 
(Foto: Quentes da Jaconera)
 
No último domingo (13), o Juventude recebeu a equipe do São José no Alfredo Jaconi, pela nona rodada do gauchão 2016, o jogo teve início às 18h (Horário de Brasília). A expectativa para esse confronto era muito grande por se tratar do líder contra o vice-líder, e ambos os times mostraram em campo o porque estão nas devidas posições. Infelizmente, apesar de diversas oportunidades, o Juventude não conseguiu buscar o gol e a partida ficou apenas no 0 x 0.
 
No primeiro tempo foi o Juventude que entrou pressionando, criando boas oportunidades e o gol não saiu por muito pouco. Aos 9 minutos, Helder fez uma excelente jogada e cruzou para Hugo que, desequilibrado, finalizou para fora, rente à trave. Dois minutos depois, Brenner aproveitou rebote e chutou colocado no canto, para defesa do goleiro. Aos 22 minutos, a zaga do São José afastou e Itaqui soltou uma bomba com a perna esquerda, assustando o goleiro em outra chegada forte. A única chegada com perigo do Zequinha na primeira etapa foi com Heliardo, aos 42 minutos, em chute defendido por Elias.
 
Quando o jogo se encaminhava para o intervalo, Clayton acertou o lateral Pará violentamente. Após confusão entre os jogadores, membros das duas comissões técnicas interviram para o encerramento das discussões. O árbitro Diego Real, porém, pecou na avaliação disciplinar, mostrando cartão amarelo para os dois jogadores envolvidos no lance. Além disso, expulsou o auxiliar técnico Galeano, proporcionando automaticamente, de acordo com o regulamento, a expulsão do técnico Antônio Carlos Zago, que em momento algum deixou o lugar onde estava.
 
No segundo tempo as duas equipes estavam dispostas a buscar o gol a qualquer custo e a primeira chance veio com Wallacer, aos 18 minutos, em cruzamento para Klaus que chutou para fora. Aos 27 minutos, Wallacer cruzou novamente e Brenner mergulhou para o cabeceio, mas não chegou a tempo de concluir. Aos 41, Elias fez uma defesa extraordinária em chute de Rafinha, quase no ângulo esquerdo. Os últimos minutos foram de muita pressão, principalmente do Juventude, mas infelizmente a bola insistiu em não entrar.
 
Foi um jogo muito disputado, provando que os dois times merecem estar na ponta da tabela, o Juventude contou com o apoio de cerca de 7 mil torcedores no Alfredo Jaconi e com certeza não deixou a desejar em campo, apesar de não ter conseguido buscar essa vitoria. Com o empate o Verdão foi a 20 pontos e segue na vice-liderança, e a equipe do São José continua líder apenas com um ponto a frente.
 
 “A equipe cumpriu tudo aquilo que nós trabalhamos durante a semana, mas infelizmente não conseguimos aproveitar as chances que criamos ao longo do jogo. Mesmo com o empate, o grupo está de parabéns, pois os jogadores mostraram muito empenho do começo ao fim e acredito que merecíamos a vitória por aquilo que produzimos. Agora, temos mais um jogo importante em casa e mais uma vez vamos precisar do apoio desta torcida, que tem sido fundamental”, destacou o técnico Antônio Carlos Zago, ao final da partida.
 
O próximo desafio do Juventude será contra o Glória no próximo domingo, dia 20, às 16h, no Alfredo Jaconi.
Escalação
JUVENTUDE
Elias, Helder, Klaus, Heverton, Pará, Wanderson, Itaqui (Sassá), Lucas, Hugo (Wallacer), Dieguinho  , Brenner (Kayron).      
Técnico: Antônio Carlos Zago
SÃO JOSÉ
Fábio, Alexandre Bindé, Claudinho , Wagner, Deivid, Felipe Guedes, Fred, Diego Torres, (Rafael Carrilho), Clayton (Rafael Molerk), Jô, Heliardo, (Francisco).   
Técnico: China Balbino
ARBITRAGEM
Árbitro: Diego Real
Auxiliares: Jorge Eduardo Bernardi e Leirson Peng Martins
 
Fernanda Andreazza