É HORA DE ARRUMAR A CASA!

Finalmente, teremos um descanso! Depois de um empate ruim, sem gols e, mais uma vez, com um futebol abaixo do esperado contra o Vitória, o Corinthians vai até Salvador para enfrentar o Bahia na última partida antes da pausa para a Copa do mundo.

O balanço geral desse “primeiro tiro” do Campeonato Brasileiro, nem de longe foi o melhor para o Timão. Desde o início do campeonato, a equipe vem sofrendo com desfalques por lesão e, recentemente, o maior golpe veio com a saída do treinador Fábio Carille. Em 6 jogos, Osmar Loss tem um histórico de 3 derrotas, 2 empates e apenas 1 vitória. O time que nas primeiras rodadas brigava pela liderança, hoje está em décimo lugar na tabela. Resultado muito inferior ao que se espera de uma equipe do porte do Corinthians.

A pausa para o Mundial deve servir, principalmente, para arrumar a casa, definir bem quem vai e quem fica e recuperar os que sofreram com desgastes físicos e lesões. Balbuena e Rodriguinho tem propostas de clubes do exterior e são dúvidas para o retorno.

Para a partida contra o Bahia, vencer seria um respiro, mas sabemos o quão limitado é o time no momento. Antes de viajar para Salvador, o último treino tático definiu a entrada de Marquinhos Gabriel no lugar de Matheus Vital, pela esquerda. Com titulares machucados ou servindo a Seleção Brasileira, resta a Loss trabalhar com o que tem em mãos no momento.

 

Último treino pré-copa do Corinthians. (Foto por Daniel Augusto JR./Ag. Corinthians )

Sendo assim, a equipe que entra em campo a partir das 21h45 de quarta-feira, na Arena Fonte Nova, é composta por Walter, Mantuan, Pedro Henrique, Henrique e Sidcley; Gabriel, Maycon, Marquinhos Gabriel, Rodriguinho e Pedrinho; Roger.

Leandro Vuaden, auxiliado por Eduardo Bernardi e José Eduardo Calza, todos do Rio Grande do Sul, são os responsáveis pela arbitragem do confronto.

Vencer é bom, mas por hora, o foco principal é cumprir a tabela e tentar aproveitar os dias sem jogos para arrumar a casa. Há muito o que ser discutido, repensado e revisto hoje no Corinthians, resta saber se nossos dirigentes terão o tato e a visão suficiente para fazer o que precisa ser feito. Aguardemos cenas dos próximos capítulos.

Vai, Corinthians!

Por Victória Monteiro, maloqueira e sofredora, graças a Deus!