É MUITO MEU FREGUÊS...


No clássico em São Januário, Vasco vence de virada e sobe na tabela.



Foto: Paulo Sergio/Agência F8/Gazeta Press

 

Mais um jogo contra eles no ano e mais uma vitória porque É O DESTINO! Neste sábado foi dia de acordar bem cedo e partir para São Januário que estava completamente lotado, o maior público do estádio este ano.

E ainda bem que o time não decepcionou mas não foi nada fácil, terminou o primeiro tempo derrotado pelos seus próprios erros mas no segundo tempo foi buscar e conseguiu mais uma vitória importante no campeonato. Os gols foram importantes não só para o resultado mas também tiveram um significado bem maior para os seus autores. 

 

Leandro Castán marcou o primeiro na raça que é uma das suas marcas registradas, o jogador estava há quase três meses sem atuar por conta de uma lesão, já o gol da virada foi marcado por Bruno César que era um dos titulares absolutos do time mas que perdeu espaço depois do campeonato carioca. 

 

No jogo treino realizado durante a semana, Bruno foi um dos destaques marcando dois gols. Entrou no decorrer da partida e pôde comemorar mais um gol dessa vez diante da torcida. Com essa vitória importante o time agora soma no campeonato 12 pontos e subiu mais um pouquinho na tabela indo para a 14° posição. 

 

Agora, descansa durante a semana já que não tem compromissos e volta a campo no próximo sábado onde enfrenta o líder Palmeiras fora de casa.

O JOGO:

O técnico Vanderlei Luxemburgo entrou mesmo em campo com aquela escalação que muita gente torcia para ser meme, e para deixar o torcedor mais nervoso, a equipe acabou sofrendo uma baixa de última hora: O goleiro Fernando Miguel estava fora da partida, com febre e quem entrou no seu lugar foi ele, o goleiro Sidão.

O jogo começou bastante pegado e disputado pelas duas equipes, com muitas faltas o que já era de se esperar devido as duas equipes precisarem bastante do resultado. O Vasco estava muito bem arrumado principalmente na marcação onde pressionava o adversário na sua saída de bola esperando o momento certo ou um erro do rival para chegar com perigo.

 

Muitas das vezes essa jogada acabou funcionando mas o cruz-maltino não soube aproveitar a primeira delas foi em um chute de fora da área de Valdívia em que o goleiro Agenor fez grande defesa mas talvez a chance mais perigosa do Vasco na primeira etapa, foi aos 19' minutos quando após roubar uma bola do zagueiro Digão ainda no campo de defesa do time tricolor, Raul tocou para Marquinho livre dentro da área, mas na hora do chute na cara do gol, o jogador Nino apareceu para desviar a bola para fora. 

 

O Vasco jogou bem, teve as melhores chances no primeiro tempo mas não aproveitou, diferente do rival que foi mais objetivo e em uma de suas poucas chances saiu na frente com gol de Pedro já nos acréscimos, depois que Henríquez cortou mal a bola e Sidão como sempre pulou atrasado, foi uma trapalhada feia da defesa.

"Só a gente teve oportunidade no primeiro tempo. É continuar, corrigir os erros e tentar virar. O time está jogando bem, é não se deixa abater por esse gol" (Leandro Castan).


 

Foto: André Durão/ Globoesporte.com
 

No segundo tempo o que nós torcedores mais queríamos era a virada do time mas para isso acontecer era preciso que o técnico Vanderlei mudasse algumas peças do time que era nítido que não deram certo no primeiro tempo, como Marquinho que era um a menos em campo, o preguiçoso do Yan Sasse que só joga nos treinamentos e o Valdívia que não fazia nada também, é claro que tinham outros mas não dá para trocar todo mundo e entre os piores em campo estavam esses. 

 

Porém o treinador voltou com o mesmo time, que continuou com os mesmos problemas e teve que enfrentar no começo um adversário que voltou melhor. Ainda bem que uma luz iluminou Luxemburgo ainda nos primeiros minutos e ele resolveu mexer colocando o time no ataque, entraram Tiago Reis e Bruno César e saíram Marquinho e Yan Sasse (Graças a Deus). 

 

A postura do time mudou principalmente porque agora havia uma referência na área e as coisas começaram a mudar quando o adversário ficou com um a menos. Digão foi expulso após solada em Bruno César.

O time do Vasco começou a apostar então em uma das suas especialidades que são as bolas levantadas na área e foi em uma dessas jogadas que saiu o primeiro gol. Após cobrança de falta na lateral e o goleiro rival espalmando para o meio da área, Leandro Castan teve que chutar duas vezes no meio da bagunça para colocar o caldeirão para ferver empatando a partida aos 21' minutos. 

 

O jogo então começou a mudar a favor do Vasco, o time se organizou e quando Pikachu saiu na cara do goleiro, o zagueiro Frazan cometeu a falta e também foi expulso já que o lateral era o último homem. Bruno César foi para a cobrança da falta e aos 30' minutos marcou um lindo gol de falta no ângulo, sem chances para o goleiro rival. Com dois jogadores a mais em campo, acabou ficando mais fácil para o Gigante da Colina controlar a partida até o final e comemorar a virada ao lado da torcida.

"Esse ambiente que tivemos hoje é o do Vasco. A torcida apoiando a equipe mesmo no resultado adverso. Esse é o Vasco que todo mundo quer ver: brioso, determinado. É fundamental. É a sua casa. Se você abrir a geladeira na minha casa sem permissão eu te dou uma tapa (risos). Aqui merece um trabalho para fazer uma arena. Cabe. Passa a ser um caldeirão." (Vanderlei Luxemburgo).

 

Foto: Rafael Ribeiro/ Vasco

 


Texto: Jessica Martins