É MURICY, É MURICY!!!

 

“AQUI É TRABALHO”

 

Aqui é trabalho! A frase imortalizada pelo treinador. Foto:r7

Nesta quarta-feira (08/06), nosso grande mestre Muricy Ramalho em entrevista a radio Jovem Pan, oficializou que devido aos seus problemas de saúde não trabalha mais em 2016 e que provavelmente não voltara à função de treinador de futebol, é com imensa tristeza que todos os amantes do futebol brasileiro (principalmente os São-paulinos), recebem essa noticia.

No dia 17 de maio durante um treino na gávea Muricy se sentiu mal e foi levado a um hospital na Barra da Tijuca, lá foi constatado que o técnico estava com quadro de Fibrilação Atrial, um tipo comum de arritmia cardíaca no qual o ritmo de batimentos cardíacos é irregular.

 

Muitas vezes ranzinza, Muricy sempre cobrou o máximo de seus atletas. Foto: foxsport.com

 

“Aqui eu quero todo mundo estressado. Quem disser que está tranqüilo mando pra casa dormir. No futebol não tem isso. Quero todo mundo ligado, preocupado e estressado. A minha rotina é essa. Estou nervoso todo dia” Declaração de Muricy em 2007, justifica o problema do treinador.

 

O técnico passou pelo mesmo problema em 2014 na ultima vez em que comandou o SOBERANO, logo após a recuperação Muricy cogitou abandonar o futebol. “- Quando o cara vai para aquele quartinho (UTI), cheio de fios no nariz, no peito, você não sabe se é dia ou se é noite. Você pensa na vida e fala "não posso mais voltar aqui". Fiquei com medo e isso faz a gente pensar mais na vida.” - Apesar da declaração o treinador ficou somente 11 dias afastado da beira do gramado.

Imaginamos que dessa vez seria algo parecido, somente um problema momentâneo, mas não.

No dia 25 de maio, Eduardo Bandeira de Mello e Flávio Godinho se pronunciaram oficialmente em nome do Flamengo, explicaram que o clube deixou o treinador extremamente à vontade, e que apostava na recuperação do mesmo, porém foi o técnico que decidiu deixar o comando do time carioca, os diretores do FLA classificaram o gesto como “ato de grandeza de Muricy.”

 

Para nós torcedores do São Paulo, Muricy é sem duvidas uma daquelas figuras emblemáticas, chegou ao tricolor ainda garoto, em 1965 jogou do infantil até o profissional aonde chegou com 18 anos em 1973.

No time principal do São Paulo disputou 185 partidas, somou 96 vitorias 59 empates e perdeu apenas 30 vezes.

Mas não foi dentro das 4 linhas que ele se consolidou, e sim ali, na beira do gramado.

Muricy Ramalho fez sua estreia como treinador no Puebla do México em 1993, ficou apenas poucos meses no clube e logo se transferiu para o São Paulo, treinou o infantil, os juniores e logo foi promovido, se tonou auxiliar técnico do Mestre Telê Santana , foi ai que a vida dele mudou.

Muricy já declarou diversas vezes o quanto aprendeu com o Telê Santana, seu maior ídolo.

 

Muricy, seguiu os passos do mestre Telê Santana. FOTO: R7

Diversas vezes Muricy assumia o time como substituto de Telê e foi assim que ele ganhou o primeiro título, sobe o comando do “expressinho” em 1994 com Rogério Ceni, Caio, Juninho e Denílson na equipe. Enquanto o time principal se ocupava com o Brasileiro com Telê, os jovens sob o comando dele eram campeões da CONMEBOL.

Em 1997 Muricy deixou o tricolor.

Passou por diversos clubes, chegou ao Náutico, em 2001 foi campeão Pernambucano e repetiu a Proença no ano seguinte, também foi campeão estadual com o Internacional em 2003, se transferiu para o São Caetano e ganhou o Paulistão 2014, único título da história do clube, voltou ao internacional em 2005 e mais uma vez foi campeão gaúcho. Ele conseguiu a incrível marca de ganhar 5 campeonatos estatuais seguidos!

 

Foto: portal terra

 

Hora de voltar para casa

Muricy retornou em 2006 ao maior do mundo, quando se CONSAGROU de uma vez por todas como um dos maiores ídolos no clube!

Ganhou 3 títulos nacionais consecutivamente, por pontos corridos. Tornou o São Paulo o primeiro clube TRI-HEXA do campeonato mais disputado do mundo, o BRASILEIRÃO.

Infelizmente não conseguiu ganhar uma libertadores, por diversos motivos, e em 2009 decidiu encerrar sua passagem mais vitória pelo São Paulo.

 

Muricy  comemorando título brasileiro. Foram três conquistas pelo tricolor. Foto: agesporte.

 

Muricy mais uma vez continuou trabalhando, teve uma pequena passagem pelo palmeiras e depois seguiu em grandes clubes, fazendo excelentes trabalhos, foi campeão Brasileiro com o Fluminense em 2010, campeão Paulista e da Libertadores da América em 2011 com o Santos.

Em 2013 o São Paulo passou por um dos momentos mais delicados da história, o clube ficou a poucos passos do rebaixamento no campeonato brasileiro, foi aí que a diretoria resolveu unir forças para salvar o clube e o único nome capaz de impedir o que seria o maior vexame da história do soberano era o de MURICY RAMALHO e o treinador aceitou voltar e cumpriu sua missão, livrou o time do rebaixamento e no ano seguinte levou o time ao vice-campeonato nacional.

Em 2015 o treinador se despediu novamente do Morumbi, em nota oficial disse que a saída era por problemas de saúde, mesmo problema que técnico enfrenta atualmente.

Mas garantiu “Não é um adeus, é um até breve pela relação que tenho com o São Paulo Futebol Clube.”

Não sabemos se esse realmente é fim da carreira de Muricy como treinador, mas sabemos que o torcedor do São Paulo será eternamente grato a ele, por tudo que ele conquistou e fez pelo maior do mundo, torcemos por uma recuperação plena deste ídolo e que um dia ele volte para casa, volte para o lugar dele, se não for possível voltar para a beira do gramado que volte para ajudar a diretoria do clube.

Muricy tem o jeito mais explosivo e louco que um treinador pode ter, exatamente por isso sofre tanto com essa arritmia, mas algumas coisas não têm como mudar. Este é o jeitão Muricy de ser.

 

Foto: Rubens Chiri


Por Jessica Nogueira