É o Galo quem manda no terreiro!

FOTO: Site Oficial Atlético-MG

Neste domingo (23), o Atlético recebeu o Figueirense no Independência em partida válida pela 32ª rodada do Campeonato Brasileiro e alcançou a sua 12ª vitória consecutiva jogando em casa neste campeonato. Com a vitória, o Galo segue no G3 do campeonato, encurta a distância para o segundo colocado, que apenas empatou na rodada, e segue a 8 pontos do líder Palmeiras.

Mas quem esperava um jogo tranquilo diante de um Figueirense que luta contra o rebaixamento, acabou se enganando. Apesar do placar por 3 a 0, o Galo manteve a vantagem mínima no placar durante a maior parte do jogo e só matou a partida após os 40’ da etapa complementar, quando marcou os outros dois gols da equipe.

O time do Galo não contou com a presença do capitão Leonardo Silva, que sofreu uma lesão grave e não deve voltar a atuar nesta temporada. Além disso, Marcelo Oliveira optou por poupar Fábio Santos e Robinho, devido à sequência de partidas decisivas que o Atlético enfrenta. No meio campo, o comandante também mudou a dupla titular de volantes deixando Rafael Carioca no banco de reservas.

O Galo começou a partida tentando submeter o Figueirense à habitual pressão inicial típica de seus jogos como mandante. Mas foi só aos 15 minutos que o Atlético teve a primeira oportunidade de perigo, quando o juiz assinalou falta perto da grande área adversária. Otero, bastante elogiado desde sua chegada ao time por ser um bom batedor de faltas, chutou forte e superou o goleiro Gatito Fernández, que não alcançou a bola.

O primeiro tempo seguiu sem muitas oportunidades de gol para ambas as equipes. O Atlético chegou duas vezes em chutes de Jr. Urso e Otero, mas o arqueiro do Figueirense não deixou a bola entrar. Aos 31 minutos, depois de um lançamento longo, Victor saiu mal e Rafael Silva se jogou na área pedindo pênalti. No lance, o goleiro atleticano foi em direção ao jogador, mas evitou o contato com o atacante e o juiz apenas mandou o jogo seguir. Aos 36’ o Figueira ainda teve uma boa chance, mas o primeiro tempo terminou mesmo 1 a 0.

O segundo tempo começou e até os 18 minutos, quando aconteceu o primeiro lance de perigo, o jogo não era muito bom. O jogador do Figueirense, Ferrugem, encontrou Jackson Caucaia sozinho na área, que recebeu de frente para o gol e chutou para grande defesa do goleiro Victor. Aos 20’, Marcelo Oliveira sacou Clayton, para entrada de Luan e colocou Fábio Santos na vaga de Leonan, garoto de 20 anos que jogou com bastante personalidade.

Já no primeiro lance, Luan tentou uma bicicleta para o gol, mas a bola foi sem direção. Pouco tempo depois, Fred recebeu a bola na área, dominou e chutou por cima do gol adversário. O jogo não era tranquilo para o Atlético, que ganhava, mas não conseguia ampliar o placar, sofrendo ainda com as ofensivas do time visitante. Gabriel, muito seguro, salvou o que poderia ser o empate quando se jogou na bola após chute de Rafael Silva.

FOTO: Site Oficial Atlético-MG

O jogo tendia a ficar sum pouco mais fácil para o Atlético quando Werley recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso de campo. Ainda assim, apesar de não sofrer tantos riscos, o Galo não conseguia encaixar o último passe e Marcelo tentou a última cartada: Robinho no lugar de Otero. E deu certo! Aos 42’, Robinho recebeu a bola na lateral da grande área e encontrou Jr. Urso sozinho para empurrar para o fundo das redes. O Galo ainda teve tempo de fazer mais um e dois minutos depois, Fred fechou o placar da partida após belo passe de Cazáres. Aos 45’, Josa, jogador do figueirense, ainda recebeu o segundo cartão amarelo e também foi expulso do jogo.

Com o resultado, o Galo não abriu espaço para que o Santos roubasse a terceira colocação na tabela de classificação e se manteve no grupo daqueles que se classificam diretamente para a Libertadores. Já o Figueirense, segue na zona de rebaixamento em 18º, com 32 pontos, 5 a menos que o primeiro time fora da Z4.

FICHA TÉCNICA
Gols: Otero, Júnior Urso e Fred (Atlético-MG)
Cartões amarelos: Otero (Atlético); Josa, Jackson Caucaia, Werley, Marquinhos (Figueirense)
Cartão vermelho: Werley, Josa (Figueirense)

Atlético: Victor; Carlos César, Gabriel, Erazo e Leonan (Fábio Santos); Leandro Donizete, Júnior Urso, Otero (Robinho) e Cazares; Clayton (Luan) e Fred - Técnico: Marcelo Oliveira.

Figueirense: Gatito Fernández; Ayrton, Marquinhos, Werley e Marquinhos Pedroso; Josa, Ferrugem, Jackson Caucaia (Elvis) e Bady (Everton Santos); Rafael Silva e Lins (Bruno Alves) - Técnico: Marquinhos Santos.

Arbitragem: Grazianni Maciel Rocha (árbitro); Eduardo de Souza Couto e Carlos Henrique Alves de Lima Filho (auxiliares)
 

Por Júlia Campos

Curta Blog Mulheres em Campo