É TUDO OU NADA PARA O FANTASMA NA COPA DO BRASIL

 

Operário recebe o América-MG em jogo decisivo

 

(Foto: José Tramontin)

Na próxima quinta (5) o Operário recebe o América Mineiro, em jogo único pela Copa do Brasil, às 20h, e apenas a vitória, seja no tempo normal ou nos pênaltis, importa!

Depois da amarga derrota para o CAP no final de semana, o OFEC vem pressionado para o jogo. A torcida promete lotar o Germano Kruger e empurrar o fantasma para a terceira fase da competição nacional.

Se vencer, o OFEC recebe uma considerável premiação, R$1,5 milhões, além de conquistar a inédita vaga para a terceira fase da competição. 

É um jogo de vida ou morte, já que o retorno financeiro ajudaria o time a contratar algumas peças para o início da série B e formar uma equipe ainda mais competitiva.

Sem desfalques, o Operário entrará com força total. Não se sabe como o técnico Gerson Gusmão armará o time, já que até o momento ele não repetiu a escalação titular em nenhum jogo.

Gersinho afirmou que vem estudando o time do América-MG há algum tempo e promete não repetir os mesmos erros que a equipe cometeu no jogo de domingo. 

O time do OFEC deverá apresentar ao menos três mudanças, a entrada de Tomás Bastos, Danilo e Douglas Coutinho. O maior problema do Operário até aqui é o meio de campo, provável que Fábio entre no lugar de Regis.

Até aqui o Operário tem apresentado muita instabilidade, muito por conta de um meio de campo desorganizado e sem ritmo. No jogo contra o Athletico era visível a falta de entrosamento do time como um todo. Não havia aproximação para triangulações, ou até mesmo alguma jogada ensaiada, aparentava que os jogadores não se conheciam.

Gerson Gusmão já assumiu a responsabilidade e em caso de derrota ele mesmo deverá ser cobrado. Acredito que, por mais que me agrade a ideia de ter o técnico mais longevo das séries A e B, caso o time não melhore ou não apresente uma proposta de jogo, estará na hora de pedir a demissão de Gersinho.

Mas não vamos pensar no pior. Vamos acreditar na força do GK, da Trem e desse time que tem muito talento! E que a vitória seja fácil, sem pênaltis, pois meu coração não aguenta! 

Avante Fantasma!

 

Por Kamila Padilha, colunista do Operário Ferroviário Esporte Clube.

 

*O BlogMec esclarece que os textos trazidos nesta coluna não refletem, necessariamente, a opinião do Blog.