EL CLÁSSICO: VALE A LIDERANÇA

 

       BARCELONA ENFRENTA OS MERENGUES COM PRETENSÕES DE SEGUIR NA LIDERANÇA 

 

 

 

O Barcelona enfrenta o Real Madrid no próximo domingo (01), no Santiago Bernabéu, às 17h.

Todo clássico por si só trás sua importância singular, forjada por toda a rivalidade e seus confrontos anteriores, clássico é sempre carregado por história, mas desta vez pode valer uma grande vantagem no Campeonato Espanhol. Um resultado positivo é importantíssimo para que os “Homens de Sétien” sigam na liderança.

(Fonte: Divulgação Barcelona)

 

 

 

Os rivais disputam a liderança do Campeonato Espanhol, onde o clube catalão tem 55 pontos, sendo o atual líder e o arquirrival 53, vice-líder.

Os clubes chegam para esse duelo com muitas baixas significativas, principalmente no ataque e em momentos distintos, mas conturbados para o confronto.

O treinador Quique Sétien ficará sem quatro jogadores: Dembele, Suarez, Sergi Roberto e Jordi Alba. O último até treinou com o elenco na tarde de sexta-feira (28), mas deverá ficar de fora.

Também há uma dúvida sobre o zagueiro Piqué que torceu o tornozelo durante o jogo contra o Napoli, pela Champions.

Com as baixas, a tendência é que o Barça tenha estreantes para o El Clássico. O mais provável será o recém contratado: Braithwaite, atacante. 

O camisa 19 estreou contra o Leganes, pela Copa do Rei. Não conseguiu marcar nessa ocasião, mas em Butarque estufou as redes. No início da temporada, o atacante dinamarquês jogou novamente contra o Leganes e não conseguiu um resultado positivo.

Grienzmann e De Jong nunca atuaram pelo time da Catalunha no Bernabéu e também, será o primeiro clássico do técnico Quique Sétien.

De Jong estreou no Bernabéu na última temporada, pelas quartas de finais da Liga dos Campeões, jogando pelo Ajax e atuou também jogando pelo Barça no primeiro jogo da Liga nesta temporada.

Grienzamnn já jogou 15 vezes no Bernabéu, sendo onze partidas pelo Atlético de Madrid e quatro pelo Real Sociedad, conquistando quatro gols nesses jogos.

O francês também atuou contra o time de Zinedine Zidane no início da temporada, jogando por 82 minutos.

 

O Clássico entre Barcelona e Real Madrid, mais conhecido como "El Clássico", tem uma das maiores rivalidades do mundo, mas é inegável que durante o tempo que Cristiano Ronaldo defendeu a camisa Merengue o duelo ficou ainda mais espetacular. Afinal, além da rivalidade do jogo, ainda havia o choque do português com o Argentino. 

 

 

Tudo isso mudou depois da ida do camisa 7 para a Juventus, em 2018, e desde então o rival vem enfrentando certas dificuldades em seu ataque.. principalmente contra o arquirrival.

Desde a saída de CR7 para o time italiano, em cinco jogos foram três derrotas e dois empates; sendo dois gols sofridos e apenas dois marcados.

 

Além de Cristiano, tem o zagueiro Sérgio Ramos, que ainda atua pelo time do Real.

Sem discórdia, mas se você é fã do Sérgio Ramos, automaticamente você não poderá se considerado um ser humano. 

 

O zagueiro é um dos mais experientes quando o assunto é o El clássico. Em 15 temporadas vestindo a camisa merengue, o zagueiro já enfrentou o time Catalão 45 vezes. 

Em meio a disputa do título da La liga, que esta está chegando ao final, Sérgio Ramos falou em uma entrevista como vê um dos seus maiores rivais: Messi. 

Apesar de Lionel ter sido, em maior parte, um dos responsáveis pelo histórico de maior derrotas do zagueiro contra o catalães, o camisa 4 não esconde a admiração pelo argentino. 

 

“Acho que ele é um dos maiores jogadores da história e tenho muito respeito por ele. Espero que domingo não seja o seu dia, que consigamos fazer o nosso trabalho e, acima de tudo, que possamos conquistar um resultado ainda melhor”, disse.

 

 

Fonte: Reprodução da Internet

 

 

 

 

 

“Eu desejo tudo de bom para ele, sob o ponto de vista profissional, mas apenas enquanto não nos afetar negativamente. É difícil, mas ele tem o máximo do meu respeito, acho que ele é um dos melhores." - relatou o zagueiro.

 

 

VISCA EL BARÇA!

 

 

Por: Rhayanne Athyrssa

 

*Esclarecemos que os textos trazidos nesta coluna não refletem, necessariamente, a opinião do Blog Mulheres em Campo.