ELAS NÃO QUEREM CHAMAR ATENÇÃO! ELAS QUEREM RESPEITO!

“Bonitinha. Deve saber quem é o Neymar, o Ronaldo e o Rogério Ceni. Talvez já tenha ouvido falar no Valdívia. Deve saber a diferença entre pênalti e falta. Talvez saiba que o Boca Juniors é argentino. E pode até ter ido uma ou duas vezes ao estádio, acompanhando o pai ou namorado, claro”. Frase retirada de uma matéria do Estadão de Ruth Manus em 2014.

Eu não queria brincar de boneca, na verdade, eu queria uma bola. Eu não queria brincar de "cuidar da casa", na verdade, eu queria pegar aquela bola e ir para aquele campinho de terra, jogar de pés no chão, com os meninos...

"Mas você é menina, não pode! Menina brinca de boneca e não de bola!" Não, não, não e não! Quantas meninas não ouviram isso na infância? Quantas meninas largavam suas "preciosas" barbies de cabelos longos e sedosos, para ir pra rua se sujar no campinho jogando bola? Apenas crianças inocentes que não viam preconceitos entre meninas e meninos estarem ali, jogando, rindo, brincando...

Porquê eu sou mulher eu devo ficar sentada em frente a televisão vendo novela ou programas de fofoca? Quem disse isso? Se você gosta, tudo bem, direito seu, eu respeito. Mas por que eu não posso ser respeitada por preferir assistir canais esportivos ou até mesmo jogos de outros times? "AHH! MAS VOCÊ NEM TORCE PRA ESSE TIME!" Qual o problema? Eu gosto!

Eu acho muito mais interessante estar numa roda de amigos comentando a rodada do Brasileirão, eu acho muito mais interessante estar reunidos em casa vendo um jogo da seleção, eu acho muito mais interessante estar num estádio lotado, do que em um shopping.

E se meu guarda roupas tem mais camisas de time do que vestidos? Qual o problema? Se eu prefiro por uma chuteira nova nos pés ao invés de um sapato de salto alto. O direito de gostar de futebol é o mesmo que o seu de não gostar, cabe o respeito, o respeito que muitos não tem com mulheres. Aquele papo de que, "vai só pra ver jogador", vou mesmo, pra ver aquele jogador jogar e fazer gol! Vou pra torcer, amar, cantar e apoiar meu time, nada ao contrário do que muitos acham, na verdade, usam até palavras grotesca e de modo machista, dizendo que: "Você parece até um homem!". Não só de homens vêem essas palavras, mas também, de outras mulheres, mas sabe aquela frase de O LUGAR DE MULHER É ONDE ELA QUISER! Pois bem.

Aquela mãe que leva seu filho (a) no estádio, será que ela quer apenas se aparecer ou ela está ali pra se divertir e ensinar seu filho? Qual o problema da mãe ensinar seus filhos a irem no estádio? Já pensou em quantos homens não gostam de futebol? E em quantas mulheres gostam? Já pensou em quantos homens também sofrem preconceitos por preferir novelas ou por gostarem de cozinhar?

Não tem regra, cada um escolhe ser feliz do seu jeito, e eu escolhi ser feliz ao lado do futebol. É no estádio que eu me sinto bem, não tenho vergonha de sair com a camisa do meu time, muito menos de falar palavrão e xingar o rival, ninguém precisa ditar regras, apenas ser feliz e respeitar.

Quantas mulheres estão á frente de torcidas organizadas, a frente de baterias, tocando, cantando e chamando a torcida pra fazer eco no estádio. Quantas hoje, são estrelas, jogadoras que deixam muitos no "chinelo". Elas não querem chamar atenção, elas querem apenas respeito, elas querem exercer o que fazem de melhor, jogar, apitar um jogo sem ouvir torcedor lá no fundo dizer: "TINHA QUE SER MULHER!".

Na verdade, ninguém quer chamar atenção, apenas querem ser felizes com aquilo que gostam.

Sabemos que a mulher que gosta e entende de futebol sofre preconceito, talvez alguns "machões" não consigam aceitar, mas, hoje elas ganham seu espaço, tanto na tv, quanto nos campos, elas ganham por merecimento próprio!

Segundo o IBGE as mulheres representam 51% dos mais de 200 milhões de brasileiros. Segundo estudos do próprio instituto em 10 anos dobrou o número de famílias chefiadas por mulheres. Em 2000 cerca de 9 milhões de mulheres chefiavam as famílias brasileiras. Em 2010 já eram quase 19 milhões, contra 30 milhões dos homens.

Hoje o esporte mais praticado por mulheres é o futebol, isso quer dizer que, elas estão se importanto mais em por a bola no gol do que com o preconceito imposto sobre elas.

"Sorte do homem que tem uma mulher que goste de futebol ao seu lado"... nada disso, sorte da mulher que sabe o que é gostar de futebol! Na verdade estamos cansadas dessas frases clichês...

LUGAR DE MULHER É ONDE ELA QUISER!

Por: Patrícia Moro.