Em busca da Libertadores, São Paulo recebe o Galo no Morumbi

#JuntosSomosMaisFortes

 

O São Paulo entrará em campo logo mais, para o seu penúltimo jogo no Morumbi em 2015, (mais um ano para o torcedor são paulino esquecer, diga-se de passagem). O tricolor paulista receberá um Atlético MG já classificado para a Libertadores, e com apenas 0.042% de chance de ser campeão, ou seja, com um 2015 já definido.

O clube mineiro irá a campo provavelmente com Victor; Matheus Rocha, Tiago, Jemerson e Patric; Leandro Donizete, Rafael Carioca; Giovanni Augusto, e Datolo; Luan e Lucas Prato.

Na tarde da última terça-feira (17/11), o treinador interino do São Paulo, Milton Cruz revelou no coletivo o provável time que entrará em campo com: Denis; Bruno, Rodrigo Caio, Lucão e Carlinhos; Thiago Mendes, Wesley e Michel Bastos; Ganso, Alexandre Pato e Alan Kardec (Luis Fabiano). A dúvida entre Luis e Kardec deve-se a uma mialgia na coxa direita do fabuloso, nada grave, então provavelmente Kardec é quem ficara no banco de reservas. 

As três maiores mudanças foram, a entrada de Carlinhos que se recuperou de uma lesão na panturrilha esquerda. Ele substituirá Reinaldo apontado como o pior jogador do elenco por grande parte da torcida são paulina. 

Na formação do meio campo, Bastos que vinha sendo utilizado como ponta-direita caiu para o lado esquerdo do meio campo e Ganso atuou no coletivo armando pela direita. 

A arbitragem será de Leandro Pedro Vuaden e as assistências de Carlos Berkenbrock e Marcelo Bertanha Barison.

O tricolor não contará com Rogério Ceni, que ainda passa por tratamento do tornozelo direito, e nem com os zagueiros Breno e Luis Eduardo, ambos se recuperando de lesão no joelho.

A diretoria São Paulino resolveu baixar o preço do dos ingressos, e é possível encontrar lugares a R$ 7,50 (½ entrada na arquibancada) até R$ 120,00 (entrada inteira no setor soberano). Uma tentativa de chamar a torcida para junto do time.

Nunca foi tão importante o torcedor tricolor saber que #JuntosSomosMaisFortes. O time precisa de apoio total, para se manter vivo na briga por uma vaga na libertadores 2016.

 

Jéssica Nogueira Gonçalves.