Em jogo fraco pelo campeonato Mineiro, Atlético e Guarani não saem do 0 a 0

 

foto:googleimages

 

Atlético e Guarani se enfrentaram neste sábado (13), às 17h (Horário de Basília) em Divinópolis no estádio Farião, com um gramado bastante prejudicado. As equipes, que entraram em campo em partida válida pela 3ª rodada do campeonato Mineiro, fizeram uma apresentação ruim e não mexeram no placar.

A equipe alvinegra iniciou a partida buscando a manutenção da liderança do campeonato e, ao final dela, permaneceu na primeira colocação, pelo menos até as 17h deste domingo (14) quando os seus concorrentes vêm à campo.

Pensando na estreia na Copa Libertadores, que acontece na próxima quarta-feira (17), o técnico Diego Aguirre optou por escalar um time alternativo, poupando todos os titulares. Com a equipe absolutamente reserva, o Atlético demonstrou pouco entrosamento e demorou para se encontrar em campo. Com bastante dificuldade na criação de jogadas, o time apresentou um baixo volume de jogo e não conseguiu concluir em gols.

O Guarani, que na última partida venceu por 3 a 0 e teve uma atuação convincente, foi quem teve as melhores oportunidades no jogo, parando na boa atuação do goleiro Giovanni, que fez defesas importantes garantindo o empate na partida.

Levando em consideração a atuação de ambas as equipes nesta partida, o empate se mostrou um resultado justo, uma vez que foram criadas poucas chances claras de gols e quando existiram esbarraram na competência da defesa adversária.

Com esse resultado a equipe atleticana se manteve invicta no campeonato e sem sofrer gol. Seu próximo compromisso pela competição será no próximo Domingo (21) contra a equipe do Boa Esporte. Já o Guarani, volta à campo no Sábado (20) e enfrenta o Tupi.

 

FICHA TÉCNICA

Cartões amarelos: Gabriel e Henrique (Atlético-MG); Felipe Cordeiro, Lula e Murilo Henrique (Guarani)

Guarani: Leandro, Felipe Cordeiro, Lula, Murilo Henrique e Iago; Renan Silva (Denílson), Genalvo, Carlos Renato e Felipe Caldeira; Jonathan (Romarinho) e Marcus Vinícius (Júnior Barros) – Técnico: Ricardo Leão

Atlético-MG: Giovanni, Carlos César, Edcarlos, Erazo e Mansur; Gabriel, Lucas Cândido, Eduardo e Dodô; Henrique (Yago) e Pablo (Renan Gomes) – Técnico: Diego Aguirre

Arbitragem: Gabriel Murta Barbosa Maciel (árbitro); Sidmar dos Santos Meurer e Augusto Magno Ramos (auxiliares)


Júlia Campos