EM JOGO MORNO, SANTA SÓ EMPATA COM O REMO

Santa Cruz e Remo se enfrentaram na tarde de hoje (5), às 16h, no Mangueirão, e ficaram apenas no 0x0. Apesar de um jogo fraco e com boas oportunidades perdidas pelos corais, PC Gusmão conseguiu achar uma “evolução” no time.

 

A dor de cabeça já começou com a escalação divulgada: Eduardo Brito (zagueiro) escalado na lateral esquerda no lugar de Luiz Otávio e Henrique Ávila mais adiantado. “Bela” invenção… Além de não contribuir na criação das jogadas, deixou um buraco entre a defesa e o ataque.

 

No primeiro tempo, o Clube do Remo teve as melhores chances em relação ao Santa Cruz, chegando até a marcar um gol aos 30 minutos, mas o bandeirinha marcou irregularidade no posicionamento de Isac. Antes disso, o Remo já vinha pressionando o tricolor, que só conseguiu uma chance clara aos 17 minutos no chute de fora da área de Carlinhos Paraíba, Vinícius tentou defender e soltou para fora. Aos 31 minutos, o jogo foi paralisado após um rojão, lançado pela torcida remista, no setor onde estavam os torcedores do Santa. Ninguém se machucou. Aos 39 minutos, Charles mandou uma bola na trave após um lançamento de Carlinhos Paraíba. O clube paraense respondeu na sequência, também com uma bola na trave com a cabeçada de Isac.

 

Na saída para o vestiário, Charles comentou a atuação do time na primeira etapa: "Sabíamos que eles iam vir para cima. O Remo está sofrendo pressão da torcida, mas conseguimos segurar bem. Acho que foi um primeiro tempo pau a pau, com um explorando o contra-ataque do outro"

 

Já no segundo tempo, o Santa Cruz passou a ter melhores oportunidades, mas parou na qualidade técnica de seus jogadores. Isso porque claramente podemos ver que temos um time limitado tecnicamente. Falta qualidade e capricho no último passe. Perdemos 3 chances boas de sair com a vitória, mas Robert, Fabinho Alves e Henrique Ávila não souberam aproveitar.

 

“Sem mexer nas peças, pudemos ajustar nossa postura e fazer com que o time saísse com mais tranquilidade, propor mais o jogo. Tivemos algumas ações até de finalização e nos precipitamos em algumas definições. A equipe soube sofrer e conduzir a partida”, declarou PC na coletiva.

 

Sabemos que encarar o Remo dentro do Mangueirão não é uma tarefa fácil, porém, pelo desenrolar da partida, para nós, torcedores, ficou a sensação de que poderíamos ter voltado com os 3 pontos na mala.

 

Esperamos que PC Gusmão pare com suas invenções loucas e faça o simples. Com um jogo simples e um time bem comandado e organizado iremos conseguir nosso objetivo neste ano, que é o acesso à série B.

 

O próximo desafio do Mais Querido é apenas na segunda-feira (14) contra o Globo/RN, às 21:15, no Estádio Manoel Barreto em Ceará-Mirim/RN.

 

(Fonte: Filipe Bispo / ESTADÃO)

 

FICHA TÉCNICA

 

Campeonato Brasileiro da Série C 2018 – Primeira fase, 4ª rodada do Grupo A

Data: 05/05/2018
Horário: 16h
Local: Estádio Mangueirão, em Belém/PA
Arbitragem: José Mendonça da Silva Júnior (PR), Jefferson Cleiton Piva da Silva (PR) e André Luiz Severo (PR)

Público: 7.887

Renda: R$ 136.045,00.

REMO
Vinícius; Levy, Mimica (Martony), Moisés e Esquerdinha; Dudu, Leandro Brasília e Everton (Adenilson); Elielton, Felipe Marques (Jayme) e Isac. Técnico: Givanildo Oliveira
Cartões amarelos: Adenilson

SANTA CRUZ
Ricardo Ernesto; Vítor, Danny Morais, Augusto Silva e Eduardo Brito; Charles (Luiz Otávio), Carlinhos Paraíba e Henrique Ávila; Fabinho Alves (Arthur Rezende), Robinho e Robert (Halef Pitbull). Técnico: Paulo César Gusmão
Cartões amarelos: Eduardo Brito


 

JOGUEM COM RAÇA

AVANTE SANTA

 

Por Isabelle Brasileiro