Em Londres, City vence o Crystal Palace

Gabriel Jesus e Sterling foram os donos do placar que garantiu a vitória ao Manchester City

Com 3 gols o City ganhou em Londres

(Foto: Via Instagram- @mancity)

 

Na manhã deste domingo (14), o Manchester City foi até Londres, no estádio Selhurst Park, encarar o Crystal Palace, e ganhou de 3x1.

 

O 1° gol veio aos 15 minutos do primeiro tempo, com uma assistência do meia belga Kevin De Bruyne, para o atacante inglês Sterling. Já no segundo tempo, veio o 2° gol de Sterling, logo após uma assistência do alemão Sané. O Crystal Palace conseguiu fazer um gol, com o meia sérvio Luka Milivojević, mas o City veio logo atrás para encerrar o placar, novamente com uma assistência do belga De Bruyne, para o brasileiro Gabriel Jesus marcar.

 

O City, que vinha de uma derrota para o Tottenham na semana, pela Champions, volta a ser líder da Premier League. Após a vitória a equipe de Manchester fica com 83 pontos, ultrapassando o Liverpool, que está com a mesma pontuação. Já o Crystal Palace está em 13° com 39 pontos.

 

O Manchester continua lutando para continuar na liderança do Campeonato, mas não será fácil, pois o Liverpool vem colado, e promete seguir ganhando. Agora os jogadores de Pep Guardiola tendem a seguir jogando bem, com vitórias, e rezam para que o rival caia nos próximos jogos. 

 

Pep Guardiola comemorando a vitória

(Foto: Via Instagram- @mancity)

 

O Liverpool joga hoje, contra o Chelsea, em casa, seguindo a luta pela liderança.

 

Os próximos jogos dos Sky Blues serão: Pela Champions, o jogo de volta, contra o Tottenham, (no estádio Etihad Stadium, na quarta-feira (17), às 16:00); e ainda pela Premier League, contra o Manchester United, no estádio Old Trafford, na outra quarta-feira (24), às 16h.

 

Escalações:

 

Manchester City: 4-2-3-1 / Josep Guardiola

Ederson;

Walker, Kompany, Laporte, Mendy;

De Bruyne, Gündoğan;

Sterling, Silva, Sané;

Agüero.

 

Crystal Palace: 4-5-1 / Roy Hodgson

Guaita;

Wan-Bissaka, Kelly, Dann, Van Aanholt;

Townsend, McArthur, Milivojević, Schlupp, Zaha;

Benteke.

 

Por Giulia Caiazza