Em mais uma noite decadente, Inter deixa o Vila Nova virar o jogo

 

 

Já é notório que o Internacional não tem o mesmo brilho, a mesma garra de anos passados, mas jogar um futebol empobrecido, um futebol andrajoso é demais para qualquer torcedor.

Na noite passada, longe de casa onde costumava fazer suas melhores partidas, o time gaúcho mais uma vez decepcionou. A equipe comandada por Guto Ferreira saiu perdendo a partida, conseguiu um pênalti a seu favor, empatou e no finalzinho da segunda etapa deixou a equipe Vilanovense virar e sair dali com uma vitória digna. Ganhar do Inter virou obrigação para todas as equipes que estão disputando a série B, sejam elas grandes ou pequenas, afinal vencer uma equipe aos trapos não é tão difícil assim.

 

 

_20170723_160219.JPG

Foto: S.C Internacional

 

 

O JOGO

 

Na primeira etapa os colorados até conseguiram se manter, sem impor nenhuma jogada ofensiva, a equipe do Internacional tentava ataques pelo lado esquerdo, mas nenhum chegava ao gol adversário. O tigre como tantas outras equipes, começou a gostar da partida e foi se soltando aos poucos. E nem precisou do apoio do torcedor para jogar, pois o estádio estava vazio por determinação do STJD.

No início da segunda etapa, sem ter muito o que fazer, Cláudio Winck (zagueiro) talvez cansado de ver os colegas estagnados, resolveu chutar de longe dando o primeiro susto no goleiro Luis Carlos. Depois disso, as coisas abastardaram, quando aos 13 minutos Alípio recebeu um cruzamento de Gaston e com toda sutileza marcou o primeiro gol da equipe de Goiás.

 

 

_20170723_160156.JPG

Foto: Vila Nova


 

Logo após sofrer o gol, Guto Ferreira fez modificações, substituindo Diego por Sasha e Gutiérrez por Juan. Os colorados até conseguiram jogar um pouco melhor e aos 24 minutos surgiu um pênalti a favor, em uma jogada onde Uendel cruzou e Mateus não consegui tirar o braço. Pottker foi para cobrança, o goleiro ainda tocou na bola e finalmente ela entrou. Gol que trouxe um fôlego para a torcida que a essas alturas já estava aos prantos em suas casas. Ao mesmo tempo, o gol trouxe também, indignação por parte da direção do Vila Nova, tanto que o técnico Hemerson Maia foi expulso por reclamação. Mesmo um pouco desestabilizada, a equipe do Tigre conseguiu reverter a situação aos 45 minutos. Tiago fez uma jogada pelo lado esquerdo da área dando o passe para Mateus Anderson completar. No final os goianos ainda ficaram em desvantagem por uma expulsão, o que não fez diferença, pois a raça dos demais supriu a falta do atleta.

 

 

_20170723_160237.JPG

Foto: S.C Internacional


 

Os dois próximos compromissos serão em casa contra as equipes do Oeste e Goiás. A direção colorada descarta a possibilidade de troca de treinador, lembrando que na campanha do ano passado aconteceram quatro trocas de técnicos que não resultaram em nada.

 

O presidente Marcelo Medeiros se pronunciou pedindo mais uma vez paciência a torcida:

 

"A indignação é procedente. Vai ter que ser na marra, no suor, na garra"!

 

 

Faço dele minhas palavras ...


 

FICHA TÉCNICA

VILA NOVA 1 x 0 INTERNACIONAL

 

Internacional: Danilo Fernandes; Cláudio Winck, Danilo Silva, Victor Cuesta e Uendel; Rodrigo Dourado, Felipe Gutiérrez (Juan), D'ALESSANDRO; Diego (Sasha) e Pottker.

 

Vila Nova: Luis Carlos; Maguinho, Wesley, Alemão e Gaston; PH, Geovane, Alan Mineiro, Alípio (Mateus Muller) e Mateus Anderson; Moisés.

 

Amarelos: Geovane e Gaston (V.N) , Victor Cuesta, Cláudio Winck, Rodrigo Dourado (I) .

Vermelhos: Geovane (V.N)

 

Arbitragem: Vinícius Furlan (SP) auxiliado por Vitor Carmona Metestaine (SP) e Bruno Salgado Rizo (SP).

 

Local: Estádio Serra Dourada em Goiânia.

Data: 22 de julho 2017 , sábado às 16:30 hrs.



 

Alice Bernardo, é preciso vontade para poder vencer!