Em uma tarde brilhante e uma atuação impecável de Robinho, Sport e Atlético fazem um jogo com exatos oito gols.

 

Em um jogo de exatamente de 8 gols, sim você não leu errado, exatamente oito gols e em tarde de Robinho, Galo voltou apenas com 1 pontinho para BH.

 

Robinho foi o nome da partida e anotou 2 gols para o Galo. Foto: Atletico Oficial

 

O Atlético-MG foi enfrentar o Sport na Ilha e o time mineiro começou muito bem a partida, numa tarde em que o craque Robinho fez jus ao ser uma das estrelas do time. O time atleticano poderia ter levado os 3 pontos e a vitória na mala de volta para a capital mineira, mas no fim do jogo acabou vacilando e tomando o empate.

 

O Galo começou muito bem o segundo tempo, levando perigo ao gol de Magrão e depois de muitas tentativas, aos 21 minutos abriu o placar com o volante Júnior Urso. Num passe majestoso de Robinho que colocou o volante cara a cara com o gol, o mesmo não desperdiçou e mandou a bola para o fundo das redes. Ficou tão extasiado que saiu para comemorar com a torcida, o que o resultou um cartão amarelo, Robinho novamente lançou Jr.Urso na cara do gol, mas o mesmo perdeu. Mas a felicidade dos atleticanos durou pouco e exatos 4 minutos depois o Leão empatou,  Rithely chutou forte e fez um belo gol, sem chance alguma de defesa do goleiro Victor. O jogo estava pegando fogo e exatamente 2 minutos depois o juiz marcou pênalti para o Galo, Durval derrubou Robinho dentro da área. O camisa 7 mesmo converteu a cobrança e converteu muito bem, deixando novamente o Galo na frente e quem pensou que assim o Atlético iria parar estava enganado, aos 31 minutos Patric foi lançado, ele dominou e mandou de cobertura, um golaço, mas o árbitro pecou e errou feio ao anular o gol, alegando que jogador tinha dominado a bola no braço quando na verdade el e dominou no peito.

E a lei do ex realmente não falha, Robinho sensacionalmente novamente lançou Patric que não desperdiçou e mandou a bola para o fundo das redes aos 41 minutos, mesmo não comemorou o gol em respeito ao seu antigo time. E aos 44 minutos Gabriel Xavier em uma bomba sem chance algumas para defesa atleticana, fez  outro belo gol. Exato um minuto depois, Serginho derrubou Robinho novamente dentro da área, juiz assinalou pênalti, o mesmo converteu novamente e fez o seu segundo gol.

 

Patric recebe de Robinho, e toca na saída de Magrão. Foto: Atletico Oficial

 

No segundo tempo, o Atlético teve chances, não aproveitadas pelos mesmos, o time sentiu muito com a saída de Robinho para entrada de Pablo, o que gerou oportunidades para o time do Sport e se o Robinho foi o cara do Galo, Diego Souza, Sport passou a chegar mais perto do gol de Victor, levando mais perigo e aos 28 minutos, Gabriel Xavier encontrou Edmílson que não desperdiçou e mandou a bola para o fundo das redes. Um minuto depois o jovem zagueiro Gabriel fez falta em Diego Souza, falta perigosa e perto da área, o mesmo bateu e como a lei do ex não falha mesmo, acabou fazendo o gol que deixará tudo igual no placar.

Ambos times até tentaram, mas o jogo acabou tudo igual, bom para o Sport, ruim para o Galo, apesar do time ter jogado muito bem e atuação brilhante de Robinho o empate veio com gosto de derrota, mas como tudo está no início nada está perdido para nenhuma das duas equipes, ambas tem grandes chances de chegar ao título.

 

FICHA TÉCNICA

SPORT 4 X 4 ATLÉTICO-MG

Data: 05/06/2016 (domingo)

Horário: 16h (de Brasília)

Motivo: 6ª rodada do Campeonato Brasileiro

Local: Ilha do Retiro, em Recife (PE)

Árbitro: Rodrigo Nunes de Sá (RJ)

Assistentes: Rodrigo Henrique Correa (FIFA/RJ) e Dibert Pedrosa Moisés (RJ)

Cartões amarelos: Samuel Xavier (SPT) Júnior Urso e Gabriel (CAM)

Gols: Júnior Urso aos 21 min, Rithely aos 25 min, Robinho aos 29 min, Patric aos 41 min, Gabriel Xavier aos 44 min e Robinho aos 47 min do primeiro tempo; Edmilson aos 28 min e Diego Souza aos 30 do segundo tempo.

SPORT

Magrão, Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Durval e Renê (Rodney Wallace, aos 35 do 2º); Rithely, Serginho, Gabriel Xavier, Everton Felipe (Reinaldo Lenis, aos 27 do 2º) e Diego Souza; Edmílson (Túlio de Melo, aos 40 do 2º).

Treinador: Oswaldo de Oliveira.

ATLÉTICO-MG

Victor, Marcos Rocha, Tiago, Gabriel e Lucas Cândido; Leandro Donizete, Rafael Carioca, Júnior Urso e Patric (João Figueiredo, aos 39 do 2º); Robinho (Pablo, aos 25 do 2º) e Carlos (Carlos Eudardo, aos 15 do 2º).

Treinador: Marcelo Oliveira.

por Eduarda Moreira