Empate amargo com gosto de derrota.

 

Após 12 dias, o Coritiba voltou a entrar em campo pela 12° rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, em um confronto direto com o Figueirense no Couto Pereira, mas infelizmente a noite de sábado não foi de Glória para a Nação Coxa Branca. O Coritiba precisava da vitória para se garantir no G4, mas deslizou e acabou empatando com o time Catarinense, e o resultado pode acabar complicando o Verdão na briga pelo acesso.

O elenco Coxa Branca foi muito bem recebido em campo pela torcida, com luzes apagadas e fogos, o tradicional Green Hell que nós conhecemos bem. Agora, era a vez do Coritiba responder esse apoio todo em campo, trazendo os 3 pontos, não importa como.

Foto Galeria

Green Hell (Foto: Divulgação Coritiba Foot Ball Club)

O Coritiba de Eduardo Baptista foi Wilson no gol, William Matheus, Alex Alves, Thalisson Kelven e Leandro Silva na defesa, Yan Sasse na esquerda, Vinicius Kiss e Simião no meio, Alisson Farias na direita, e no ataque, Guilherme Parede e Pablo Thomas. O preocupante é que a primeira chance clara de gol do Coritiba só veio aos 28’ quando Pablo Thomas chutou com perigo e a bola passou raspando na trave, e aos 38’ Alisson Farias também perdeu uma oportunidade de abrir o placar, pois a cabeçada foi fora. Embora o time da casa tivesse maior domínio do jogo, o gol mesmo só veio aos 45’, quando Yan Sasse mandou um bolão para Pablo, que não dominou muito bem, mas Alisson Farias acreditou na sobra de bola e mandou para o gol, abrindo o placar para o Verdão Coxa Branca no Couto Pereira.  

Foto Galeria

Alisson Farias faz seu segundo gol com o Manto Alviverde (Foto: Divulgação Coritiba Foot Ball Club)

Houve confusão entre as torcidas no intervalo. A polícia usou bombas de efeito moral e balas de borracha para conter os torcedores do Figueirense que provocaram tumulto e tentaram pular a divisa com o setor Mauá. Não há nenhuma informação sobre feridos. Através do Twitter, o Coritiba se manifestou a respeito da confusão: “Lamentar a atitude de quem vem para um jogo de futebol causar confusão. Seja qual for a camisa, qual for o local. Façam um favor a todos e não voltem mais”.

 

Acalmando os ânimos...

...Começa a etapa complementar com um pouco mais de equilíbrio, o Figueira teve algumas chances de gol e enfim Wilson “tirou o pijama” e fez defesas importantes. Aos 21’, Iago Dias entra no lugar de Guilherme parede, trazendo mais de velocidade no ataque Coxa Branca. Velocidade esta que quase trouxe o segundo gol Coritibano, quando aos 29’, Iago cruzou na pequena área para Pablo Tomas, que infelizmente não conseguiu alcançar a bola, restando apenas o tiro de meta para o goleiro Alisson do Figueirense. E como quem não faz, leva, logo em seguida aos 32’, Maikon Leite marca o gol de empate do Figueira, colocando o Coritiba em uma “saia justa”. O Coritiba reagiu e foi pra cima, mas o Figueira recuou e se fechou completamente, tirando qualquer chance de gol, pois segundo o Técnico Milton Cruz, o empate era um bom resultado.  Mesmo com os acréscimos levando o jogo aos 50’, o Coritiba não fez o segundo gol e o placar ficou por isso mesmo: 1 x 1.

O Coritiba vinha tendo um aproveitamento incrível no Couto Pereira e lamentavelmente diante de um confronto direto como esse, não conseguiu a vitória; é de deixar o torcedor desgraçado da cabeça. A primeira coisa que penso quando o Coritiba não ganha, é que toda rodada é uma final, toda rodada é um confronto direto, não importa se o adversário está em cima ou em baixo na tabela, PRECISAMOS DOS 3 PONTOS! Basta um vacilo e adeus acesso. Já estamos quase na metade do primeiro turno e o Coritiba ainda não tem um time regular o suficiente que passe segurança a nós torcedores. Mas nem que seja aos trancos e barrancos, tudo o que importa é voltarmos para o nosso lugar, o qual nunca poderíamos ter saído, que é a Série A.

 

Foto Galeria

Torcida Coxa Branca levou voz ao Alto da Glória (Foto: Divulgação Coritiba)

 

O próximo confronto é diante do CSA, dia 29/06, sexta-feira às 18h00, no Estádio Rei Pelé, em Maceió, Alagoas. Jogo dificílimo para o Coritiba, que ainda não conseguiu uma vitória fora de casa, além de ser mais um confronto diretíssimo, pois o CSA termina a 12° rodada em 4° lugar, com 2 pontos a mais que o Coritiba, que está em 6°. Mas a paixão pelo Coritiba é tão grande, que a gente empata a partida em casa e já está fazendo as contas da viagem pra ver se cabe no orçamento. Isso é ser Coritiba! Se fosse fácil, estaria errado. AVANTE VERDÃO! Não te abandonaremos.

 

Por: Thalyta Viega